Vagas para recém graduados e estudantes aumentaram 23% no pais

Especialista dá dicas sobre como preparar um currículo sem experiência prévia de trabalho.

Os semestres finais da universidade são cheios de expectativas e embora haja desejo de terminar o curso em breve, muitas dúvidas podem surgir na mente dos recém-formados e alunos.

Uma das maiores preocupações de quem está começando no mercado de trabalho é conseguir um estágio enquanto ainda estuda, o que às vezes é necessário até para completar a carga horária, ou um emprego logo após a formatura.

E com a crise econômica exacerbada pela pandemia Covid-19, esse período se tornou ainda mais apreensivo. 

De acordo com o último censo do IBGE, a taxa de desemprego no Brasil era de 13,9% no último trimestre de 2020, sendo que 29,8% dos jovens entre 18 e 24 anos, incluindo recém-formados, estavam desempregados.

Porém, com o desenvolvimento da vacinação no país neste ano, o mercado brasileiro começa a se recuperar, e o Indeed, o site número 1 de empregos no mundo, aponta que há um aumento de 23% na proporção de novas postagens de vagas para estágios, trainees e recém formados. 

Este crescimento das oportunidades de emprego funciona como um importante impulso para ajudar os jovens a encontrar novos empregos, num momento em que a economia do país tenta se recuperar. 

A tendência, segundo Felipe Calbucci, Diretor de Vendas do Indeed, sugere que as empresas estão interessadas em dar oportunidades para recém-formados e estudantes devido à situação atual do país.

“As organizações têm focado em programas de estágio e trainee para o desenvolvimento de talentos para aumentar a retenção e, muitas vezes, para suprir a carência de profissionais qualificados que algumas delas enfrentam. Como a economia do Brasil está se recuperando após a crise da Covid-19, agora é o melhor momento para procurar aquele emprego dos sonhos, e é preciso estar preparado e tentar se destacar porque tem muita gente em busca de uma boa oportunidade também ”, diz Calbucci.

Mercado competitivo

Mesmo com um aumento da oferta, o mercado de trabalho segue bastante concorrido e, mesmo sem experiência prévia, é preciso garantir que o currículo se destaque em meio a tantos outros.

Os jovens recém-formados devem buscar alternativas para construir seu currículo de maneira que convença o recrutador que são os melhores candidatos para a empresa.

Para Calbucci, há alguns passos importantes a seguir ao escrever seu currículo sem experiência.

“Ao entrar no mercado de trabalho pela primeira vez e criar um currículo sem experiência de trabalho prévia, é preciso se concentrar em outros fatores que o ajudaram a desenvolver um conjunto de habilidades profissionais, compartilhar seus maiores pontos fortes e destacar sua formação”.

Para isso, é importante que os candidatos tenham em mente alguns aspectos importantes que devem ser considerados na hora de montar seu primeiro currículo de trabalho.

  1. É importante revisar cuidadosamente tudo que foi escrito, demonstrar atenção aos detalhes revisando o currículo em busca de erros de digitação, erros gramaticais e inconsistências. Às vezes até amigos mais experientes ou um professor da faculdade poderá te ajudar nessa tarefa antes de enviá-lo a um recrutador. 
  2. Confiança. Os empregadores querem saber se você está orgulhoso de suas realizações e confiante em suas habilidades. Isso precisa refletir em seu currículo, por isso destaque os seus melhores e mais relevantes pontos fortes e conquistas alcançadas até hoje.
  3. Não se esqueça de ser objetivo. Os recrutadores costumam ter vários currículos para revisar e podem gastar menos de um minuto lendo o seu. Seu currículo deve ser poderoso, mas breve. Imagine que é fácil para o recrutador entender rapidamente como seu histórico e experiência se alinham com a vaga oferecida. É aquela famosa máxima: menos é mais.

Metodologia

A fim de identificar a proporção de novas postagens de pós-graduação, a Indeed calculou a proporção de postagens de junho de 2020 a junho de 2021 que continham os termos: ‘estagiário’, ‘estágio’, ‘estágio’, ‘júnior’, ‘recém formado’, ‘recém formado’.

Comentários estão fechados.