Vale-gás poderá ser liberado em breve pelo Governo Federal

Seria fornecido as famílias a cada dois meses um botijão de gás de 13 kg

O Governo Federal pretende liberar em breve o vale-gás. O motivo estaria na alta dos preços do botijão de 13 kg. Teria direito ao benefício os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico).

O gás de cozinha, combustível e a energia elétrica estão fazendo o trabalhador ter ataques de nervos devido aos aumentos constantes no preço. Em algumas regiões, o botijão de 13 kg pode chegar a R$ 125.

Para ajudar as famílias que estão em situação mais vulnerável, o Governo Federal pretende fornecer um auxílio que ajude as pessoas comprarem o gás de cozinha. Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, disse que deverá ser implantado o vale-gás. Segundo o ministro, o anúncio seria feito ainda em 2021.

Vale-gás nacional

Seria fornecido as famílias a cada dois meses um botijão de gás de 13 kg. O benefício seria direcionado às famílias em situação de vulnerabilidade social e cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico).

Para suprir a demanda por gás de cozinha, a Petrobras teria uma reserva de cerca de R$ 3 bilhões. O Vale-gás nacional seria custeado por esse dinheiro.

“A Petrobras tem um fundo de mais ou menos 3 bilhões [de reais] para fazer programa nesse sentido. Está bastante avançada essa proposta, depende de pequenos acertos. Porque a Petrobras não é minha, tem participação do privado. Estamos negociando isso”, disse Bolsonaro.

Novo auxílio

O vale-gás nacional seria incluído no Auxílio Brasil que vai substituir o Bolsa Família. O programa será ampliado e aumentado pelo Governo federal que pretende lançá-lo em novembro de 2021. Com isso, o vale-gás seria distribuído aos beneficiários como uma ajuda extra neste momento.

Vale-gás nos estados

Com os aumentos no preço do gás de cozinha, alguns estados passaram a lançar benefícios para as famílias comprarem ou recarregar os botijões de gás de cozinha.

Alguns estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Maranhão, piauí e o Distrito Federal, possuem seus próprios programas de auxílio as famílias que não podem comprar o gás de cozinha. Ou seja, eles estão bem adiantados em oferecer o benefício para as famílias de baixa renda.

Comentários estão fechados.