Valor das aposentadorias do INSS para 2023 é divulgado

Indicador que mede os avanços da inflação é reajustado e prevê nova alta para o salário mínimo e benefícios do INSS

Na semana passada o Congresso Nacional aprovou a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2023, onde, dentre as mudanças previstas para o ano que vem temos o reajuste do salário mínimo.

Conforme a Lei de Diretrizes Orçamentárias, o salário mínimo do ano que vem deverá ser reajustado de R$ 1.212 para R$ 1.294.

No entanto, o valor aprovado pelo Congresso já se encontra defasado e deverá subir de R$ 1.294 para R$ 1.302 no ano que vem, conforme estimativa da inflação revelada pelo Ministério da Economia na última quinta-feira (14).

Vale lembrar que o reajuste do salário mínimo serve de base para cálculo do novo piso das aposentadorias no ano que vem.

Novo reajuste

O reajuste do salário mínimo aprovado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias foi calculado com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de março, que apontava uma alta da inflação de 6,7%.

No entanto, os avanços da inflação foram novamente calculados conforme boletim macro fiscal da Secretaria de Política Econômica de julho, apontando uma alta de 7,41%.

Dessa maneira, o piso do salário nacional aprovado para o ano que vem já está defasado e o novo valor deve ficar em R$ 1.302.

Impacto nas aposentadorias e benefícios do INSS

Conforme determina a Constituição, nenhum benefício pago pelo INSS pode ter valor inferior a um salário mínimo.

Dessa forma, todos os segurados que atualmente ganham R$ 1.212 devem ter o benefício reajustado para R$ 1.302 no ano que vem.

Já para os segurados que ganham acima de um salário mínimo, para descobrir o novo valor, devem considerar os 7,41% da inflação para calcular o novo valor.

Assim, basta pegar o valor bruto que recebem e adicionar um reajuste de 7,41%, confira algumas simulações:

Valor atual do benefício (valor em R$)Valor previsto para 2023 (valor em R$)
2.0002.148
2.5002.685
3.5003.759
4.0004.296
4.5004.833
4.7005.048
5.0005.371
5.5005.908
6.0006.445
6.5006.982
7.0007.519
7.087,227.612,38

Vale lembrar que o reajuste final só será conhecido no dia 1.º de janeiro, quando o governo conseguir identificar a inflação acumulada ao longo dos 12 meses do ano.

A simulação atual é com base na inflação calculada até este mês de julho, contudo, poderemos ter novas variações até o final do ano.

Comentários estão fechados.