Valor do Dogecoin ultrapassa os 10 centavos e atingi o máximo de todos os tempos

0

Bitcoin e Ethereum não são as únicas moedas digitais que estão batendo recordes nesta semana. 

Dogecoin, a criptomoeda que tem o rosto de um cachorro Shiba Inu como logotipo, ultrapassou os 10 centavos pela primeira vez.

A moeda virtual, que originalmente começou como uma paródia da internet há mais de sete anos, subiu mais de 85% nas últimas 24 horas e está sendo negociada a US $0,13, de acordo com a CoinDesk.

Sua capitalização de mercado agora é superior a US $17 bilhões.

O último aumento acontece quando os investidores se preparam para a listagem direta da bolsa de criptomoedas Coinbase Global, o que pode ajudar ainda mais a validar a compra e venda de criptografia como um negócio.

Bitcoin também disparou para um novo recorde acima de US $62.700 esta semana antes dessa listagem, e outras criptomoedas também tiveram grandes ganhos.

Mas a ascensão da Dogecoin é notável. A moeda disparou mais de 2,000% desde o início do ano e tem um grande fã, o CEO da Tesla Elon Musk, cujos tweets sobre ela ocasionalmente aumentaram o valor do Dogecoin.

Dogecoin também desfrutou de um culto status no Reddit, onde um grupo popular, não muito diferente do grupo WallStreetBets por trás da manifestação da GameStop, decidiu no início deste ano impulsionar seu valor “para a lua”.

A moeda disparou mais de 600% após esse impulso.

Elon Musk é o fã mais rico da Dogecoin, mas ele já havia criticado o bitcoin mais estabelecido, chamando-o de “BS” em um tweet.

Em uma entrevista em fevereiro no aplicativo social Clubhouse, no entanto, Musk disse que deveria ter comprado aquela moeda digital há oito anos atrás.

Sua empresa Tesla também prometeu aos clientes que eles poderiam comprar seus carros com bitcoin.

Coinbase, por sua vez, tem sua estreia marcada para quarta-feira. A empresa é lucrativa e relatou um forte crescimento de receita.

Com base nas recentes negociações de ações privadas da Coinbase, a empresa está avaliada em um nível impressionante de quase US $68 bilhões.

Para colocar isso em contexto, é um pouco mais do que o valor de mercado do proprietário da Bolsa de Valores de Nova York, Intercontinental Exchange (ICE).

Conteúdo traduzido da fonte CNN Business por Wesley Carrijo para o Jornal Contábil