Vantagens da aposentadoria sobre o BPC

0

Há uma diversidade de vantagens da aposentadoria em relação ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), considerando que, o segurado tem a tendência a viver com mais conforto ao optar pelo caminho da aposentadoria

Ainda que esta alternativa possa exigir sacrifícios, a recompensa no final é certa, por isso, observe a seguir as principais vantagens da aposentadoria em relação ao BPC, e como fazer a conversão de benefícios. 

Renda mensal 

O primeiro motivo é o mais simples de total, a existência e permanência de uma renda mensal que pode ser superior a um salário mínimo, em contrapartida do segurado do BPC, que tem um valor como teto equivalente ao salário mínimo a receber. 

Acúmulo de benefícios

O segundo motivo é o mais importante de todos, pois a aposentadoria possibilita que o segurado acumule outros benefícios, como por exemplo, em caso de pensão por morte, situação em que o aposentado poderá receber ambos os recursos. 

Já os beneficiários do BPC não estarão autorizado a receber qualquer outro benefício, pois, neste caso, entende-se que existe uma renda e torna-se inelegível.

Pensão para os dependentes

O terceiro motivo se relaciona com o segundo, pois quando o aposentado vier a óbito, ele deixará uma pensão por morte aos dependentes no futuro.

Já no caso do BPC, assim que o beneficiário falecer, o benefício é cancelado imediatamente.

Alteração na renda familiar

O quarto motivo é que o BPC está vinculado à circunstância de miserabilidade, portanto, a suspensão ocorre quando há a reavaliação dos critérios. 

Em contrapartida, a aposentadoria indefere a mudança da situação econômica familiar. 

Perícias periódicas

Este motivo se refere às perícias médicas periódicas em casos de acidentes que, ao constatar a recuperação, também resulta na suspensão do Benefício de Prestação Continuada, enquanto o aposentado não precisa ter este tipo de preocupação. 

Comprovação de miserabilidade

O último motivo corresponde à constante comprovação de que há a real necessidade em receber o BPC, sempre correndo o risco de perder a principal fonte de renda para a manutenção das contas básicas, enquanto o aposentado tem o direito assegurado para receber o recurso mensalmente.

Como converter o BPC em aposentadoria?

A partir do momento em que a pessoa com deficiência preenche todos os requisitos para ser um aposentado, basicamente, o requisito é que a deficiência o impeça de realizar as atividades laborais, de maneira que ainda que seja remanejada para outra atividade, ele não consiga executá-la. 

Assim, o beneficiário deverá preencher o requerimento de aposentadoria por invalidez e passar pelo processo que requer a realização de uma perícia médica, lembrando que, assim que a aposentadoria for aprovada, o segurado automaticamente perde o BPC.

Além do mais, é necessário analisar se o cidadão possui um período mínimo de carência para a aposentadoria, ou se ele se enquadra em alguns dos casos em que não há a necessidade de comprovar este tempo. 

Também é importante estar na qualidade de segurado, ou dentro do período de graça quando fizer o requerimento. 

O último destaque fica por conta da dúvida que pode vir a surgir, pois, o BPC é um benefício assistencial, ou seja, a permanência nesta condição resulta na perda da condição de segurado, fator que pode interferir no pedido de aposentadoria. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por: Laura Alvarenga