Veja 3 vantagens de incluir a máquina de cartão nos negócios

Segurança, lucro e redução da inadimplência são aspectos que o empreendedor pode esperar ao investir no recurso

Segundo informações divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), o Índice de Confiança do Comércio (Icom) teve um crescimento de 4,6 pontos no mês de junho, o que representa o alcance de 97,9 pontos, sendo o maior nível desde agosto do ano passado. Entre os aspectos com mais desenvolvimento, é possível citar as boas avaliações dos empreendedores em relação ao momento atual e as expectativas para os negócios. A verdade é que mesmo em meio a uma instabilidade econômica, o varejo pôde contar com picos de aquecimento no primeiro semestre de 2022. 

Gabriel Andrade, CEO da Quero 2 Pay, fintech de meios de pagamentos por maquininhas de cartão, acredita que há motivos para celebrar o Dia do Comerciante, que acontece em 16 de julho. “A evolução do segmento de meios de pagamentos induziu uma parcela de brasileiros a pensar que a máquina de cartão estava caindo em desuso no mercado. No entanto, dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) prevê uma movimentação de quase R$ 3 trilhões com esse recurso até o final do ano. Essa previsão não é uma surpresa, visto que a tecnologia é capaz de resultar em benefícios tanto para as empresas como para os consumidores”, diz o executivo. 

Para os comerciantes que desejam aprimorar e consequentemente aumentar o sucesso dos negócios, Andrade explica as três principais vantagens de investir em uma máquina de cartão. Confira abaixo: 

Segurança

Com a possibilidade de uso do cartão, a rotina do comércio ganha maior segurança, já que o recurso dispensa o carregamento e armazenamento de dinheiro, amenizando os riscos de perda, furto ou assalto. Além disso, também evita que o consumidor tenha que logar no aplicativo do banco em um local público, o que ajuda a coibir golpes e sequestros. 

Aumento do lucro 

Como a solução não necessita de dinheiro em espécie para a finalização da transação e ao mesmo tempo possibilita o parcelamento, é comum que os consumidores realizem compras que nem estavam no planejamento. Vale ressaltar que até pouco tempo atrás, apenas médios e grandes empreendimentos podiam contar com o cartão porque o uso do recurso remetia a um grande volume de vendas. Hoje em dia, por conta do crescimento do número de máquinas sendo ofertadas no mercado, há uma redução do custo das taxas pagas pelos comerciantes a cada transação. Ou seja, os lojistas conseguem vender mais por meio de um baixo investimento financeiro. 

Redução da inadimplência 

Em um fechamento de negócio com a máquina de cartão, o responsável pela transação é o banco em que o cliente tem conta. Desta maneira, seja na aprovação do débito, em que o dinheiro é transferido na hora, quanto no crédito, em que as transações são garantidas pela operadora do cartão, os riscos de inadimplência são nulos. 

Fundada em abril de 2020, a Quero 2 Pay é uma fintech de meios de pagamentos por maquininhas de cartão que nasceu com o objetivo de democratizar o acesso à tecnologia financeira e, assim, alavancar e empoderar empreendedores ao redor do Brasil.

Comentários estão fechados.