Veja dicas para se alimentar bem nesta época mais quente

A alimentação leve, saudável e nutritiva é regra básica para você se sentir bem

De acordo com a nutricionista Monik Cabral, saber como se alimentar no calor é essencial para o conforto e qualidade de vida. Para isso, é necessário escolher os alimentos certos pode ajudar no equilíbrio metabólico e no bem-estar.

“Dê preferência a alimentos in natura ou minimamente processados; como: Frutas, legumes e carnes brancas”, disse.

Além disso, Monik revelou que com a perda excessiva de suor, que é constituído de água e sais minerais, o ideal é beber muita água e sucos.

“Alimentos a serem consumidos são as frutas da estação, sucos naturais, água de coco, saladas refrescantes, picolé de fruta. Cuidado com a higiene e conservação dos alimentos. As altas temperaturas aumentam o risco de contaminação dos alimentos, gerando intoxicação e infecção alimentar.
Priorize refeições leves, alimentos ricos em água e nutrientes para evitar a sensação de cansaço”, explicou.

A profissional de saúde também informou que existem alimentos a serem evitados, que são: os gordurosos, como as carnes gordas, queijos gordurosos, molhos à base de creme de leite, maionese. Além disso, é importante evitar frituras de modo geral e bebidas alcoólicas.

“A alimentação pode ajudar a controlar os níveis de temperatura do corpo, auxiliando na hidratação e fazendo seu organismo ter o equilíbrio necessário para o bom funcionamento. O nosso corpo precisa ficar em uma temperatura estável para funcionar, normalmente em torno de 36-37°C. Quando está frio, precisamos de mais energia para manter a temperatura. No calor, com o aumento da temperatura externa, precisamos de menos energia, logo, gastamos menos calorias”, afirmou.

Segundo a nutricionista, podemos conseguir esse equilíbrio unindo a quantidade ideal de água, ao consumo de refeições leves e com o uso de frutas que contém muita água em sua composição.

Monik Cabral, nutricionista formada há 9 anos pela UGF (Universidade Gama Filho) no RJ e fisioterapeuta formada pela universidade Estácio de Sá desde 2004. 

Comentários estão fechados.