Veja todas as datas de pagamento e saque da prorrogação do Auxílio Emergencial 2021

Veja o cronograma completo referente a 5ª, 6ª e 7ª parcela do Auxílio Emergencial. 

Em 2021, previamente havia-se estabelecido a distribuição de 4 parcelas do Auxílio Emergencial, entretanto, devido à persistência da pandemia do covid-19, o Governo Federal optou por estender o benefício por mais 3 rodadas com previsão de fim em outubro deste ano. 

Neste sentido, o auxílio conta agora novas parcelas as quais deverão ser pagas nos mesmos moldes das rodadas anteriores. Ou seja, beneficiários do público geral possuem um calendário para o depósito na Conta Poupança Digital, e um para o saque em espécie, ambos conforme o mês de nascimento do cidadão contemplado. 

Em relação aos beneficiários que integram o Bolsa Família, a distribuição do auxílio possui um calendário único em que este grupo é ordenado de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS). 

Vale destacar que a 5ª parcela já encerrou seu calendário de depósitos, restando agora a liberação do saque em espécie para beneficiários (público geral) que nasceram de maio em diante. Conforme o cronograma do governo, o 6º ciclo de pagamentos terá início a partir de 17 de setembro, começando pelos beneficiários do Bolsa Família, e  dia 21 do mesmo mês para os demais. 

Cronograma da 5ª, 6ª e 7ª parcela para o público geral

Como já introduzido, beneficiários do público geral são ordenados conforme o mês de nascimento, além de possuírem dois calendários. Isto porque, é inicialmente feito o depósito via Caixa Tem, em que é possível realizar compras online, pagamento de boletos, uso do QR code em estabelecimentos físicos, só depois de 20 a 30 dias que será possível sacar em espécie. 

Esclarecido isto, agora, confira o cronograma completo das novas parcelas do auxílio para este referido grupo: 

Calendário de saques da 5ª parcela do auxílio 

Mês de nascimentoquinta parcela
Janeiro1 de setembro
Fevereiro2 de setembro
Março3 de setembro
Abril6 de setembro
Maio9 de setembro
Junho10 de setembro
Julho13 de setembro
Agosto14 de setembro
Setembro15 de setembro
Outubro16 de setembro
Novembro17 de setembro
Dezembro20 de setembro

 Calendário de depósitos da 6ª e 7ª parcela do auxílio

Mês de nascimentoSexta parcelaSétima parcela
Janeiro21 de setembro20 de outubro
Fevereiro22 de setembro21 de outubro
Março23 de setembro22 de outubro
Abril24 de setembro23 de outubro
Maio25 de setembro23 de outubro
Junho26 de setembro26 de outubro
Julho28 de setembro27 de outubro
Agosto29 de setembro28 de outubro
Setembro30 de setembro29 de outubro
Outubro1 de outubro30 de outubro
Novembro2 de outubro30 de outubro
Dezembro3 de outubro31 de outubro

Calendário de saques da 6ª e 7ª parcela 

Mês de nascimentoSexta parcelaSétima parcela
Janeiro4 de outubro1 de novembro
Fevereiro5 de outubro3 de novembro
Março5 de outubro4 de novembro
Abril6 de outubro5 de novembro
Maio8 de outubro9 de novembro
Junho11 de outubro10 de novembro
Julho13 de outubro11 de novembro
Agosto14 de outubro12 de novembro
Setembro15 de outubro16 de novembro
Outubro18 de outubro17 de novembro
Novembro19 de outubro18 de novembro
Dezembro19 de outubro19 de novembro

Cronograma para os integrantes do Bolsa Família

Confira também o calendário completo do Auxílio Emergencial para os benediciários do Bolsa Família, conforme o último dígito do NIS.

NIS finalSexta parcelaSétima parcela
NIS 117 de setembro18 de outubro
NIS 220 de setembro19 de outubro
NIS 321 de setembro20 de outubro
NIS 422 de setembro21 de outubro
NIS 523 de setembro22 de outubro
NIS 624 de setembro25 de outubro
NIS 727 de setembro26 de outubro
NIS 828 de setembro27 de outubro
NIS 929 de setembro28 de outubro
NIS 030 de setembro29 de outubro

Valores do Auxílio Emergencial 2021

As cotas concedidas pelo Auxílio Emergencial variam conforme o perfil familiar dos beneficiários, sendo o mínimo de R$ 150 e o teto correspondente a R$ 375. Confira: 

R$ 150: valor concedido a famílias compostas por apenas um integrante;

R$ 250: valor concedido a famílias integradas por duas pessoas ou mais; 

R$ 375: valor concedido a famílias cuja a mãe é chefe de família. 

Comentários estão fechados.