O vídeo currículo não é nenhuma novidade, o formato já vinha sendo uma exigência entre as empresas mais antenadas desde o ano passado.

Mas com a pandemia e a migração de muitas empresas para o home office, as empresas passaram a buscar manter a produtividade e selecionar pessoas no cenário de distanciamento e prevenção contra o novo coronavírus, por isso, veio a necessidade de reinventar as metodologias de trabalho e o recrutamento.

Segundo a especialista em recolocação profissional Ana Chauvet, o vídeo currículo é uma breve apresentação do candidato, mostrando de forma sucinta sua vida profissional.

“O vídeo currículo pode fazer parte do processo seletivo, mas vai depender de como tem sido montada a estrutura de recrutamento e seleção da Empresa.

Até 3 minutos é um tempo suficiente. Ideal que siga um roteiro: Nome, onde mora, um hobby.

Quanto tempo de experiência tem, formação acadêmica, empresas que passou, cargos que passou, principais habilidades técnicas e principais competências comportamentais. Você vai dar uma resumida na sua vida profissional e mostrar os pontos mais fortes”, orienta.

A especialista em vídeos em oratória Laila Wajntraub, CEO do Clube da Fala, dá 10 dicas de como deve ser feito o vídeo currículo:

1.       Treine bastante a exposição em vídeos para você aprender a lidar com a ansiedade, pois a timidez pode colocar tudo a perder; já que o meio corporativo exige profissionais cada vez mais preparados e com várias habilidades.

Dentre as qualificações profissionais, a capacidade de comunicar-se de forma eficaz nas plataformas digitais apresenta-se como uma das características que tem sido muito mais valorizada nas grandes corporações.

Invista em curso de oratória, como o Clube da Fala, que trabalhe exposição em vídeos.

2.       Se filme com frequência e se veja para observar pontos positivos e pontos a serem aperfeiçoados na sua comunicação.

3.       Haja com a máxima naturalidade como se você estivesse “conversando” com a câmera para não passar tensão ou ficar muito robotizado.

4.       Filme no formato horizontal;

5.       Faça um roteiro para não se esquecer de nada;

6.       Tenha cuidado com a qualidade da gravação. Fique atento ao volume do áudio e evite os ruídos.

7.       Não estenda demais a duração do vídeo;

8.       Não gesticule demais e mantenha a postura;

9.       Grave o vídeo em um cenário adequado. Capriche na iluminação do ambiente.

10.   Ainda vale lembrar que é essencial falar sobre as experiências acadêmicas, cursos de idiomas e outras informações que o candidato julgar necessárias para o processo seletivo.

Todos esses dados são fundamentais para que o recrutador conheça melhor o candidato e veja o quanto ele pode contribuir para a vaga que está sendo ofertada.

DICA EXTRA: Dizer que inglês na carreira profissional é indispensável já não é novidade, outras formas são abrir seu próprio negócio, prestar consultoria, trabalhar como freelancer, entre outras, ou seja, o inglês na carreira profissional abre portas.

Para aprender inglês e saber como agir no ambiente empresarial o inglês essencial pode ajudar.

Call action: Clique aqui para saber mais informações e dar um salto em sua carreira.

Por Laila Wajntraub, especialista em vídeos em oratória CEO do Clube da Fala