Você pode ter dinheiro esquecido no PIS/Pasep e FGTS

O trabalhador poderá sacar valores que não foram retirados na época correta

Você pode ter dinheiro para receber pelo FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou pelo PIS/Pasep e não sabe. Muitas pessoas por algum motivo deixam de sacar os valores e acabam esquecidas. Em 2022, será possível a retirada deste dinheiro.

O trabalhador poderá sacar valores que não foram retirados na época correta. Será possível o saque do abono salarial 2019, o abono salarial 2020, as cotas do Fundo PIS/Pasep e o FGTS.

Dinheiro esquecido do FGTS

As pessoas que estão sem trabalhar com carteira assinada por no mínimo três anos, podem ter valores a sacar do FGTS. De acordo com a Lei do FGTS nº 8.036/90 -, estes cidadãos possuem o direito de receber o valor disponível nas contas do Fundo de Garantia.

Para saber se há saldo em suas contas inativas do FGTS, baixe o aplicativo FGTS no seu celular, em seguida crie um login para conta Gov.br.

Caso você tenha valores para receber, poderá sacar o dinheiro no mês de seu aniversário. Para isso, vá a uma agência da Caixa Econômica Federal com um documento de identidade, número do NIS e a carteira de trabalho para que possa ser comprovado que você não está exercendo nenhuma atividade nesse período indicado.

Valor esquecido do PIS/PASEP

Abono salarial

De acordo com a Caixa 320 mil pessoas não sacaram o abono salarial do ano-base 2019, também 22 milhões de trabalhadores não retiraram o benefício referente ao ano-base 2020.

Quem tem direito ao abono salarial?

Cidadãos cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;

Que receberam remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base de 2019 ou 2020;

Ter exercido atividade remunerada por, pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base de 2019 ou 2020;

Dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

Você precisará entrar no aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou no Gov. br para verificar se há valores disponíveis. Basta clicar na aba “Benefícios” e depois em “Abono Salarial”.

Cotas do fundo PIS/PASEP

As Cotas do PIS/Pasep são destinadas aos trabalhadores que exerceram atividades com carteira assinada entre 1970 e 1988. Também têm direito militares e servidores públicos que atuaram neste período. Segundo o governo, existem R$ 23 bilhões que estão disponíveis, de contas encerradas que foram esquecidas pelos beneficiários.

O trabalhador deverá ir a uma agência da Caixa, munido de documento pessoal. Em caso de óbito do titular da conta, seus dependentes ou herdeiros podem retirar o valor. Porém, será necessário apresentar os seguintes documentos:

Certidão de óbito e declaração de dependente habilitado à pensão por morte emitido pelo INSS;

Certidão de óbito e a certidão ou declaração de dependente habilitado à pensão por morte;

Alvará judicial designando os beneficiários ao saque;

Escritura pública de inventário.

Comentários estão fechados.