Nova linha de crédito para o MEI é aprovado na Câmara

Na terça-feira (21), a Câmara dos Deputados aprovou uma Medida Provisória (MP) que estabelece uma linha de microcrédito destinada aos empresários do regime MEI.

MEI

Sublinhado rabiscado branco

Imagens por Freepik

Além disso, foi aprovada também a possibilidade de que os trabalhadores utilizem os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para garantir empréstimos contratados.

MEI

Sublinhado rabiscado branco

Sim Digital

O texto da MP aprovado na Câmara estabelece a criação do SIM Digital, programa destinado para pessoas que exerçam atividade produtiva ou de prestação de serviços urbanos, ou rurais, de forma individual ou coletiva.

MEI

Sublinhado rabiscado branco

Conforme o texto aprovado, o relator da proposta, o deputado Luis Miranda (Republicanos-DF), aumentou o valor dos empréstimos que poderão ser obtidos da seguinte forma:

MEI

Sublinhado rabiscado branco

R$ 1,5 mil para pessoas físicas; R$ 4,5 mil para Microempreendedores Individuais (MEIs). Originalmente, o texto propunha que os créditos liberados deveriam ser de R$ 1 mil e R$ 3 mil.

Sublinhado rabiscado 2

INSS

Ponto circulado
Ponto circulado

A expectativa é que por meio do SIM Digital, mais de 4,5 milhões de empreendedores de todo país sejam beneficiados com a medida.

MEI

Sublinhado rabiscado branco

FGTS como garantia de microcrédito

Outra novidade trazida pela MP está relacionada à autorização do uso de R$ 3 bilhões do FGTS para garantir operações de microcrédito.

MEI

Sublinhado rabiscado branco

Além disso, o texto também muda normas sobre infrações devidas a falta de recolhimento de valores ao fundo por parte das empresas.

MEI

Sublinhado rabiscado branco

Por fim, uma emenda do deputado Hildo Rocha (MDB-MA), incorporada ao texto, estabelece um novo aumento no prazo máximo de empréstimos imobiliários financiados pelo FGTS, saltando de 30 para 35 anos.

MEI

Sublinhado rabiscado branco