Desenvolvido para auxiliar contadores a realizar serviços mais consultivos, o Analir 8 antecipa possíveis erros na hora de preencher a declaração

Se por um lado o fisco brasileiro cria cada vez mais ferramentas para detectar possíveis práticas de sonegação de tributos, por outro, o mercado tem desenvolvido soluções que auxiliam os contribuintes a avaliar riscos fiscais, minimizando a possibilidade de caírem na malha fina. Este é o caso do Prosoft Analir 8, software consolidado criado pela Wolters Kluwer que atua baseado em um modelo intuitivo e consultivo, justamente para os clientes da empresa evitarem equívocos na prestação de contas à Receita Federal.

Com identidade visual renovada, o programa traz novas funcionalidades que aumentam a capacidade consultiva do produto, ampliando o nível de análise das declarações de IRPF. Foram incluídas opções de análise de atividade rural dos últimos cinco anos, enquanto o relatório de análise de caixa dos últimos cinco anos foi adaptado com a inclusão de mais informações, entre elas a visão do imposto pago/restituído. Nas operações de rendas variáveis houve um desmembramento entre operações comuns e fundos de investimento imobiliário, melhorando a visão dos contribuintes nesse sentido.

Houve uma preocupação em melhorar as rotinas que facilitam o processo de gestão dos profissionais contábeis que utilizam o produto. Isso porque a rotina de faturamento do sistema sofreu melhorias, que tornaram o Analir 8 ainda mais dinâmico às diferentes necessidades de cada profissional contábil.

“Estamos trabalhando em novas funcionalidades que permitirão maior automatização no processo de leitura de declarações, para facilitar o acesso às informações de forma automática das declarações de IRPF. Também estamos trabalhando na implementação da opção de impressão do DARF com código de barras e também a atualização das funcionalidades de análise de caixa adequando as possíveis alterações do software de Imposto de Renda da Pessoa Física (2016)”, afirma o gerente de produtos Heverton Gentilim.

Essas novas funcionalidades têm o objetivo de proporcionar aos profissionais contábeis mais facilidades para realizar os processos necessários para prevenir a ocorrência de erros que prejudiquem seus clientes e, consequentemente, a si próprios. O Analir 8 tem a capacidade de resolver milhares de pendências de clientes de empresas contábeis que se encontram, por algum motivo, presos na malha fina da Receita Federal e precisam justificar seus gastos.

“O software tem a capacidade de antecipar aos contribuintes eventuais riscos, ajudando os contadores, por exemplo, a levar adiante o processo de análise de caixa, revelando situações em que os contribuintes possam cometer equívocos que os levem a cair da malha fina da Receita Federal”, explica o empresário Carlos Meni, CEO da empresa no Brasil.

Os clientes que adquirirem o software antecipadamente terão direito a um valor promocional. Mais informações podem ser obtidas nos telefones (11) 3138-6900 (São Paulo) ou 0800-8851037 (demais localidades), ou diretamente no site da empresa em: www.prosoft.com.br/analir.

Wolters Kluwer Prosoft

Parte da Wolters Kluwer (www.wolterskluwer.com) desde 2013, a Prosoft (www.prosoft.com.br) foi criada em 1985 e é uma das maiores desenvolvedoras de softwares e soluções tecnológicas voltadas à área de contabilidade fiscal no Brasil. Seus produtos são utilizados por mais de 150 mil usuários em todo o país. Em 2014, a Wolters Kluwer registrou receita de € 3,66 bilhões (em torno de R$ 12 bilhões), aumento de 3% em relação ao ano anterior, segundo o relatório “Wolters Kluwer 2014 Full – Year Results”.

[useful_banner_manager banners=21 count=1]

Comente

Comentários