10 dicas de como negociar suas dívidas

0

Se você tem muitas dívidas e não está conseguindo pagar, total ou parcialmente, a última coisa que você provavelmente pode fazer é negociar. Claro, existem algumas boas práticas quando se trata de negociação da dívida, incluindo a explicação da situação atual do seu dinheiro, fazendo anotações e obtendo confirmação por escrito de qualquer acordo. Aqui estão dez dicas completas para negociar.

1.Liste todas as dividas

Primeiramente liste todas as dívidas. Colocando em ordem aqueles que possui a maior taxa de juros. Monte em uma planilha com as seguintes informações:

  • Valor principal, isto é, valor que foi financiado (sem juros);
  • Valor total dos juros;
  • Total do financiamento;
  • Números de parcelas;
  • Data de vencimento
  • Valor das parcelas sem juros;
  • Valor das parcelas com juros;

Montar a planilha da maneira que você visualize a taxa de juros ou total de juros. Importante saber para negociar.

2.Saiba o que você pode pagar

Já falamos de como montar um orçamento familiar e depois analise suas receitas e despesas com um pente fino, descubra o que você pode pagar e apenas concorde em pagar uma quantia realista. Geralmente, você pode negociar a melhor liquidação de uma dívida, se você pode chegar a um montante fixo para pagar a dívida. Se você concordar com um plano de pagamento, certifique-se de entender o valor total que pagará e conseguirá honrar no vencimento.

3.Pesquisar outros tipos financiamentos

Você já tem uma lista das dívidas, a taxa de juros ou total de juros e valor que consegue pagar. Vamos fazer uma pesquisa no mercado para encontramos uma menor taxa de juros. Assim vamos ter uma ideia melhor para fazermos a PROPOSTA na hora da negociação.

4.Fique com a sua história

A pessoa do outro lado não quer ouvir todos os detalhes sobre por que você não pode pagar suas contas. Mas eles precisam saber se você está em uma situação difícil e o que você está tentando fazer para voltar ao caminho certo. É útil apresentar algumas frases que você possa usar de forma consistente ao conversar com credores. São as seguintes frases:

“Eu estava muito doente, sem trabalho há dois meses, e agora estou tentando me deixar levar.”

“Minha esposa foi demitida e eu fiz um corte significativo no pagamento. Ela está procurando um emprego para podermos recuperar a nossa situação financeira, mas não temos dinheiro para pagar agora. “

“Minhas taxas de juros dobraram e não consigo mais acompanhar. Estou me encontrando com um advogado para ver se devo entrar em ação.

Seja sincero! Se você contar a todos uma história diferente, especialmente uma que não seja verdadeira, ela vai sair pela culatra.

5.Evite Drama

Tente ficar calmo, não importa o que a pessoa do outro lado da linha disser. Você não vai conseguir nada se perder a paciência. Se você está perdendo a calma, diga que você terá que falar com ele mais tarde e desligue. Se você precisar falar com esse representante novamente, diga que gostaria de gravar a conversa. Isso geralmente deixar a negociação fluir melhor.

6.Tome notas

Tenha uma caneta e papel à mão para que você possa tomar notas escritas sempre que negociar. Anote o nome da pessoa com quem você conversou, quando falou e o que foi discutido. Isso não apenas ajuda você a tirar a emoção da situação, mas também terá um registro da negociação.

7.Faça isso por escrito

Quando você chegar a um acordo na negociação, obtê-lo por escrito antes de você pagar. Caso contrário, os termos podem mudar e será sua palavra contra a deles. Já ouvimos falar de consumidores sendo perseguidos por valores que eles achavam que foram resolvidos antes.

8.Leia (e salve) seu e-mail

Não exclua os e-mails das negociações. Abra, leia e salve em um arquivo. Até conseguir a comprovação que a dívida foi quitada e é bom guarda pelo menos cinco anos.

9.Obtenha ajuda ao negociar

Se você está tendo problemas para chegar a um acordo, procurar o Programa de Apoio ao Superendividado do Procon, vão ajudá-lo orientar e promover a renegociação de dívidas com os seus credores. Segundo dados da instituição, o prazo entre a primeira ida do consumidor ao núcleo e a assinatura do acordo é de 60 a 90 dias, em média. E, em 76 por cento dos atendimentos feitos no programa, chega-se a acordos com os credores. Para encontrar um Procon perto devo você, acesse o site do Portal do consumidor.

10.Coloque o passado atrás de você

Lembre-se de que, a menos que você consiga quitar ou colocar suas contas em dia, poderá ter novamente crédito. Assim que limpar o seu nome, você poderá começar a ter um crédito melhor quando os seus débitos forem pagos. Deixando no passado está situação.

“A necessidade nunca fez bons negócios.” Benjamin Franklin

Resumo 10 dicas de como negociar minhas dívidas:

Tenha em mente que há certas alternativas para pagar as dívidas, problema são as fases da vida, devemos parar e pensar como podemos resolver independente da nossa situação. Devemos acreditar e planejar a nossa vida financeira. Sempre há uma luz no fim do túnel. Mesmo que você não goste de fazer cálculos ou de controlar o seu orçamente, precisar criar o hábito para isto e não deixar sair fora de controle. Siga estas dicas:

  1. Liste todas as dividas
  2. Saiba o que você pode pagar
  3. Pesquisar outros tipos financiamentos
  4. Fique com a sua história
  5. Evite Drama
  6. Tome notas
  7. Leia (e salve) seu e-mail
  8. Faça isso por escrito
  9. Obtenha ajuda ao negociar
  10. Coloque o passado atrás de você

E, se você tiver alguma dúvida sobre como negociar, fique à vontade para perguntar na seção de comentários abaixo. Compartilhe com seus amigos ou alguém que se encontre nesta situação.

Via http://portaldasfinancaspessoais.com/

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.