Comissão discute mudanças no CadÚnico para Programas Sociais

0

Ocorreu hoje, sexta-feira 14, uma audiência pública para debater alterações no CadÚnico para Programas Sociais do Governo Federal.

A reunião foi realizada às 9h30 de hoje, no plenário, esta foi requerida pelo Deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG) que expõe que o governo planeja reduzir custos com as políticas de proteção social, fazendo um auto cadastramento por meio de aplicativos para celular.

CadÚnico 

SECAD “ Programa da Secretaria Nacional do Cadastro Único” é um instrumento que identifica e define as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça a realidade socioeconômica dessa população. As informações contidas nele são:

  1. Características da residência;
  2. Situação de trabalho;
  3. Identificação de cada pessoa;
  4. Escolaridade;
  5. E renda.
Designed by @naypong / freepik
Designed by @naypong / freepik

Programa assistenciais para programas de aumento da renda

Conforme o deputado, também está em tese mudar o paradigma de programas assistenciais para programas de aumento da renda.

Audiência 

Os convidados para a audiência foram, a diretora do  do Departamento do CadÚnico da Secretaria de Cadastro Único do Ministério da Cidadania, Angélia Amélia Soares Faddoul, a ex-ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Tereza Campello e o presidente do colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social, Elias de Souza Oliveira. 

O que é necessário para se inscrever no Cadastro Único 

Para isto é necessário que um integrante da família seja o titular para prestar as informações de todos os membros da família para o entrevistador, a mesma deve ter no mínimo 16 anos e de preferência mulher.

Conteúdo escrito por Laís Oliveira.