Como contabilizar o pró labore?

0
1603

pró labore corresponde à remuneração paga aos sócios, diretores ou administradores pelos seus serviços à empresa.

Nota: Os lucros ou adiantamentos pagos aos sócios não devem ser confundidos com o pró labore. Os lucros são pagos por conta da apuração do resultado no fechamento do Balanço.

pró labore pode ser classificado como custoou como despesa. Dependendo se o dirigente pertence à área operacional, ou administrativa.

Os encargos como INSS e FGTS* inerentes à remuneração, também seguem a mesma classificação de custo ou despesa.

Nota: A opção ao pagamento do FGTS é facultativa para o caso de pró labore.

COMO CONTABILIZAR PRÓ LABORE

Vamos considerar como exemplo sócios de uma empresa que recebem cada um uma remuneração de R$ 5.000,00. Os lançamentos contábeis são desta forma:

D – Pro labore (Conta de resultado – Custo ou despesa) R$ 5.000,00
C – INSS a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 550,00
C – IRRF a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 433,17
C – Pro labore a pagar (Passivo circulante) R$ 4.016,83

CONTABILIZAÇÃO DOS ENCARGOS:

Sobre o valor do pró labore incide o INSS (parte empresa) e o FGTS, quando se opta pelo recolhimento.

Seguindo o exemplo acima, a contabilização é:

D – FGTS (Conta de resultado – custo ou despesa) R$ 400,00
C – FGTS a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 400,00
D – INSS (Conta de resultado – custo ou despesa) R$ 1.000,00
C – INSS a recolher (Passivo circulante – Encargos a recolher) R$ 1.000,00

Base Legal:

RIR/1999; Decreto-lei nº 2.341/1987; Lei nº 8.036/1990; Lei nº 9.430/1996

 

Via Como contabilizar

DEIXE UMA RESPOSTA

Coloque seu comentpario
Coloque o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.