Consultoria de investimentos: O que devo considerar ao escolher um profissional

O analista de investimentos acompanha e auxilia o investidor na tomada de decisão sobre seus investimentos monetários

Compartilhe
PUBLICIDADE

Tanto para investidores novos como para os experientes uma coisa não muda: é preciso entender o mercado para saber como emplacar investimentos com retorno. A educação financeira é o primeiro passo para almejar uma boa rentabilidade. Para isso, a figura do consultor pode ser a chave do sucesso.  

O trabalho vem ganhando força no Brasil devido a suas vantagens para quem o contrata, pois o consultor é responsável por indicar as melhores aplicações, conforme as necessidades e expectativas do cliente. Mas o que é preciso levar em conta na hora de escolher um profissional? 

Leia também: Investimento de pessoa física em renda variável teve um crescimento de 35%

Primeiramente, o consultor deve ser qualificado e ter experiência no setor financeiro, com cursos e projetos reais no mercado. Essas qualidades são diferenciais na hora que a dúvida sobre onde investir surge. Em tempos de redes sociais e digital influencers, é muito comum tomar decisões pautadas por conteúdo da internet; mas, quando se fala de mercado financeiro, é importante ficar atento para evitar perder dinheiro. Não deixe os especialistas que estudaram anos sobre o segmento fora de suas atividades nesse universo.  

O analista de investimentos acompanha e auxilia o investidor na tomada de decisão sobre seus investimentos monetários. O profissional faz profundas análises dos diversos fatores que influenciam o desempenho das ações, tais como a conjuntura econômica, o balanço de empresas e a situação atual do setor, tudo pautado por regras legais. 

Justamente devido a essas peculiaridades, opte por um profissional idôneo e de confiança. Mas como saber se o consultor tem essas qualidades? É possível seguir uma indicação de outros profissionais ou buscar uma empresa especializada no setor, que conta com um time de profissionais para atuar de forma personalizada. 

Leia também: Quais são as tendências de investimentos para 2023?

O profissional precisa estar atento ao mercado e ao perfil dos seus clientes, traçando o perfil do contratante, observando a tolerância aos riscos, os objetivos almejados e a capacidade de recursos. Caso já tenha investimentos feitos, o consultor irá analisá-los para ver se estão adequados e se não são redundantes entre si. Depois, é traçar a estratégia sobre as possibilidades que atendam aos objetivos de curto, médio e longo prazo. Por fim, ele deve acompanhar os resultados para indicar revisões e novos direcionamentos. 

Além de estar preparado para analisar o mercado e organizar os investimentos do cliente, o mais importante é escolher alguém que tenha um valor maior que o preço. Hoje é possível contratar consultorias com um bom custo-benefício e que poderão impactar positivamente e de forma definitiva os seus investimentos e o seu futuro. 

Por Fábio Sobreira, Analista CNPI-P da Harami Research 

A Harami Research é uma casa de análise de investimentos que busca facilitar a vida dos investidores.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil