Fez a contestação do auxílio emergencial? Veja o resultado

0
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Os cidadãos que fizeram a contestação do cancelamento do auxílio emergencial, já podem verificar se o pedido de verificação foi aprovado.

A Dataprev informou que realizou uma atualização em seu site, e disponibilizou uma nova lista de beneficiários na última terça-feira, 15.  A análise dos requerimentos levou em consideração a atualização dos dados do cidadão e os requisitos para ter direito ao auxílio.

Desta forma, constam na lista de novos beneficiários as pessoas que tenham recebido o auxílio emergencial em 2020 e que possuem renda familiar mensal de até três salários mínimos e de meio salário mínimo por pessoa. 

Também foram incluídos na lista os trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família, que haviam tido seu benefício cancelado anteriormente.

Então, se você quer saber se está na lista de aprovados, acompanhe e veja como fazer a consulta do benefício. 

Motivos para o cancelamento

A Dataprev informou que mensalmente são realizadas revisões nos dados dos beneficiários, para verificar se continuam cumprindo os critérios de elegibilidade do auxílio emergencial.

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Diante disso, dentre os motivos que podem causar o cancelamento do auxílio emergencial estão as mudanças relacionadas aos dados do trabalhador. Conheça as principais situações: 

  • Registro em emprego formal; 
  • Recebimento de recursos previdenciários, assistenciais ou trabalhistas ou de programa de transferência de renda federal (exceto PIS/PASEP e o programa Bolsa Família);
  • Aumento da renda familiar mensal por pessoa ficando acima de meio salário-mínimo;
  • Beneficiário que passou a residir no exterior, na forma definida em regulamento;
  • Beneficiário que tenha sido preso em regime fechado ou tenha seu CPF vinculado, como instituidor, à concessão de auxílio-reclusão;
  • Registro de óbito nas bases de dados do Governo Federal;
  • Beneficiário que tenha seu CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte;
  • Beneficiário que não tenha movimentado os valores que foram disponibilizados na conta poupança digital ou plataformas de recebimento; 
  • Beneficiários que tenham vínculo de estagiário, residente médicos ou residente multiprofissional, beneficiário de bolsa de estudo concedidas em nível municipal, estadual ou federal.

Como consultar?

Para saber se seu pedido de contestação foi aprovado, acesse o site da Dataprev através de seus dados pessoais, como nome completo e o número do CPF. Também será solicitado o nome da mãe e a data de nascimento.

Feito isso, busque pelo resultado da contestação, verificando o status da parcela do seu auxílio. Outra opção é acessar o site da Caixa Econômica Federal e buscar pela opção auxílio. Assim, você será direcionado à plataforma para verificar sua contestação.

Em caso de dúvidas, é possível entrar em contato com a Central de Atendimento pelo telefone 111.

Além do resultado das análises, o sistema também informa a data de recebimento e envio dos pedidos; o motivo para negação do benefício. Caso a contestação do pedido seja negada, também é possível verificar o motivo através do mesmo sistema. 

Quanto vou receber?

Se o pedido for deferido pelo Dataprev, o pagamento da segunda parcela do auxílio será feito por meio da conta poupança social digital, que foi aberta automaticamente pela Caixa em nome do trabalhador.

Desta forma, a movimentação do recurso poderá ser feita novamente através do Caixa Tem. Vale ressaltar que não há mudanças no valor do auxílio para aqueles que tiveram seu pedido deferido, sendo assim, se você mora sozinho receberá R$ 150.

Para as famílias com mais de uma pessoa é pago R$ 250 e, por sua  vez, aquelas que são chefiadas por mulheres recebem R$ 375.

Por Samara Arruda