CRV e CRLV serão exclusivos no formato digital a partir de 2021

Compartilhe
PUBLICIDADE

A partir deste ano de 2021, tanto o Certificado de Registro de Veículo (CRV) quanto o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) foram integrados ao formato digital, desta forma, todos os veículos registrados neste ano serão contemplados com o documento por meio do novo modelo. 

Esta alteração foi implementada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) no fim do ano passado, quando concedeu um prazo de 30 dias para que o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Ceará, pudesse se adequar às novas regras.

Observe algumas dúvidas sobre as mudanças no documento.

Como ficará a documentação de agora em diante 

A partir de agora, o CRV e o CRLV foram reunidos em um único documento, de maneira que o proprietário do veículo também receberá um Número de Segurança do CRV que funcionará como uma chave de acesso para realizar transferência veicular caso deseje ou precise vender o veículo. 

É importante ressaltar que o motorista precisa manter este número em um local seguro, além do que não é necessário ser apresentado em caso de fiscalização. 

Acesso ao documentos 

O motorista estará autorizado a acessar a documentação no aplicativo do Serpro/Denatran, Carteira Digital de Trânsito (CDT) ou até mesmo pelo site do Detran. 

Venda de veículo

Se porventura o proprietário quiser vender o veículo, ele deve fazer uma Autorização para Transferência de Propriedade Veicular Eletrônica (ATPV-e).

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Acesso internet celular / Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Ressaltando que este procedimento requer o preenchimento do formulário “Intenção de Venda”, disponível no site do Detran com os dados do proprietário ou vendedor e também do comprador. 

Além do mais, o sistema também irá gerar a ATPV-e que deverá ser impressa, assinada por ambas as partes e ser reconhecida em firma por autenticidade em cartório. 

Documentação realizada em dezembro de 220 precisa ser refeita?

Não é necessário, pois a documentação em papel-moeda continua em vigor. 

Documento perdido ou roubado

Há circunstâncias em que o proprietário do veículo pode imprimir o documento novamente. 

Entretanto, nos casos que a Chave de Segurança do CRV foi perdida ou roubada, será necessário emitir um novo código para garantir a segurança do proprietário.

Cobrança de taxas no documento digital 

A implantação do documento digital não irá gerar o custo de nenhuma taxa extra, porém, finda a cobrança pela segunda via do documento [CRLV], já que o próprio motorista conseguirá reimprimir o documento.

Entretanto, nos casos de perda do CRV, o motorista deverá solicitar um novo documento, pois será gerado um novo código de acesso.

Por Laura Alvarenga 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação