var _comscore = _comscore || []; _comscore.push({ c1: "2", c2: "14194541" }); (function() { var s = document.createElement("script"), el = document.getElementsByTagName("script")[0]; s.async = true; s.src = (document.location.protocol == "https:" ? "https://sb" : "http://b") + ".scorecardresearch.com/beacon.js"; el.parentNode.insertBefore(s, el); })();

Dengue, chikungunya e zika: Qual é o momento de procurar ajuda?

Saúde alerta para os sintomas e necessidade de atendimento médico imediato em caso de suspeita de arboviroses; Unidade Básica de Saúde mais próxima é a principal forma de acesso ao serviço público.

Compartilhe
PUBLICIDADE

Dores intensas pelo corpo, mal-estar, dor de cabeça e febre. Esses são sintomas comuns à dengue, à chikungunya e à zika, arboviroses causadas pelo mosquito Aedes aegypti que, juntas, já registraram mais de 234 mil casos em todo o estado de Minas Gerais em 2023 e levaram a óbito 43 pacientes. Desse total, a dengue corresponde a 80,8% dos casos, a chikungunya a 19,2%, e a zika a apenas 0,1%, mas todas exigem diagnósticos e cuidados médicos específicos.

Segundo Daniela Caldas Teixeira, infectologista pediátrica que atua no Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), a fase aguda ou febril da dengue e da chikungunya é caracterizada principalmente por febre de início súbito, acompanhada de mal-estar, dores no corpo e dor de cabeça (cefaleia) e, entre 30% a 50% dos casos, estão presentes manchas avermelhadas no corpo. “Na chikungunya, as dores nas articulações são muito características da doença e nos direcionam para o diagnóstico. Em alguns casos, as dores podem preceder a febre”, explica.

Leia mais: Devido A Alta De Casos, Governo Criou Um Centro Para Monitorar Casos De Dengue

Daniela explica também que, no caso da zika, a infecção pode ser assintomática ou sintomática. “Quando sintomática, mais comumente as manifestações são brandas e autolimitadas: febre baixa, lesões de pele avermelhadas e que causam coceira, olhos avermelhados (conjuntivite) e dores de cabeça e no corpo”, adverte.

Porém, a médica alerta que em todos esses casos o paciente deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) ao surgirem os sintomas, para passar por avaliação médica e receber orientações sobre hidratação e analgésicos. “Na dengue, a base principal do tratamento, que pode evitar o agravamento da doença e os óbitos, é a adequada hidratação do paciente”, diz a médica, destacando que é importante começar a consumir água em grande quantidade imediatamente já ao surgimento dos primeiros sintomas.

“Já na chikungunya, o principal é o uso adequado de medicamentos analgésicos, de forma proporcional à dor do paciente, além de repouso. As orientações são semelhantes para zika: repouso, uso de analgésicos e antitérmicos, se necessários, além da hidratação”, completa Daniela.

Fonte: Agência Minas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil