Doações e patrocínios no IR: Saiba o que muda com a nova lei

Entenda o que muda no Imposto de Renda com a alteração da Lei nº 11.438/2006, devido à nova publicação feita no Diário Oficial da União em agosto de 2022, referente a patrocínios e doações

Compartilhe
PUBLICIDADE

A Lei nº 14.439/2022, publicada no Diário Oficial da União em 25 de agosto de 2022, altera a Lei nº 11.438/2006, que trata da dedução do Imposto de Renda dos valores destinados a projetos desportivos e paradesportivos previamente aprovados pelo Ministério da Cidadania.

Vamos entender o que foi alterado?

O que foi alterado no IR para doações e patrocínios

Segundo a Lei nº 14.439/2022, até o ano-calendário de 2027, poderão ser deduzidos do Imposto de Renda devido, apurados na declaração de ajuste anual pelas pessoas físicas e pessoas jurídicas, valores referentes a patrocínio ou doação no apoio direto a projetos desportivos e paradesportivos que tenham sido aprovados pelo Ministério da Cidadania com novos limites:

Pessoas físicas

7% do imposto devido na declaração de ajuste anual, em conjunto com deduções sobre:

  • As contribuições feitas aos Fundos controlados pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente e pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional do Idoso.
  • Os investimentos feitos a título de incentivo às atividades audiovisuais.
  • As contribuições feitas ao Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC).

Antes da alteração, o limite era de 6%.

Pessoas jurídicas

Pessoas jurídicas tributadas com base no lucro real: 2% do imposto devido, em cada período de apuração, trimestral ou anual.

Antes da alteração, o limite era de 1%.

Ainda em relação às pessoas jurídicas, o limite será de 4% quando o projeto desportivo ou paradesportivo for destinado a promover a inclusão social por meio do esporte, preferencialmente em comunidades em situação de vulnerabilidade social, em conjunto com as contribuições feitas para projetos culturais e produção de obras audiovisuais.

Importante ressaltar que a Lei n° 14.439/2022 entrou em vigor em 25 de agosto de 2022, mas produzirá efeitos somente a partir de janeiro de 2023, quando começa a valer o próximo ano-calendário do Imposto de Renda.

Ou seja, essas deduções contarão com os novos percentuais apenas a partir da declaração de 2024, que terá como base o ano-calendário 2023, ou em doações realizadas diretamente na declaração de 2023.

Por que a Lei nº 11.438/2006 foi alterada?

A nova lei atua como uma ferramenta de inclusão social e amplia o apoio a projetos que atendem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, idosos, pessoas com deficiência e que dependem de doações.

Os maiores percentuais buscam ajudar ainda mais esses públicos. Assim, você, pessoa física, pode abater até 7% do seu Imposto de Renda, bem como pessoas jurídicas podem abater até 4%, colaborando com as entidades que apoiam tanta gente a ter uma vida digna e perspectiva de um futuro melhor.

Original de Leoa

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade, vídeo aulas simples e didáticas, passo a passo de cada procedimento na prática. 

Tudo à sua disposição, quando e onde precisar. Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação