IGP-M registra queda de 7,7% nos últimos 12 meses: É possível pedir redução do aluguel?

Em tese, o contrato de aluguel com aniversário em agosto pode ter o valor atualizado em -7,72%.

Compartilhe
PUBLICIDADE

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou nova deflação julho ao apontar variação negativa de 0,72%. Nos últimos 12 meses, a queda acumulada é de 7,72%. Qual o impacto disso nos contratos de aluguel?

Como ficam os reajustes de aluguel?

Em tese, o contrato de aluguel com aniversário em agosto pode ter o valor atualizado em -7,72%. O percentual corresponde à variação de 12 meses do IGP-M (junho de 2022 a junho de 2023).

Leia também: IGP-M Cai No Mês De Junho E Acumula Queda Em 12 Meses, Diz FGV

O IGP-M é o principal índice usado para reajustes de contratos, mas não o único. Com a disparada desse índice de inflação durante a pandemia, muitos contratos passaram a considerar o reajuste pelo IPCA, o índice que mede a inflação oficial do país.

O IGP-M é conhecido como inflação do aluguel, pois costuma ser utilizado para reajustar os contratos de moradia. O indicador também é utilizado como indexador de contratos de empresas de serviço, como energia elétrica, telefonia, educação e planos de saúde.

O indicador costuma ser o preferido do mercado imobiliário, já que a divulgação ocorre dentro do mês de referência. O IGP-M é um índice calculado com base na variação de preços de produção, do consumidor e dos custos da construção civil. O indicador acumula queda de 5,15% no ano de 2023.

Todo aluguel vai baixar?

Depende do contrato. O dono do imóvel não é obrigado a aceitar a redução do valor do aluguel se o contrato fixar outro índice de correção. O IPCA, por exemplo, registra variação de 3,16% no acumulado em 12 meses até junho.

Há 4 meses, o IGP-M está com variação negativa no acumulado em 12 meses.

Importante lembrar que o reajuste do aluguel pode ser feito apenas no aniversário do contrato. Se você assinou o seu contrato em setembro do ano passado, por exemplo, o reajuste, seja ele qual for, só poderá ser feito em setembro de 2023.

A dica é sempre negociar com o locador ou a imobiliária. O preço do aluguel costuma estar atrelado não só aos índices de inflação, mas também à oferta e demanda do mercado.

Imagem: freepik

Se for aplicado o IGP-M, para quanto vai o aluguel?

Um aluguel com correção pelo IGP-M, com aniversário em agosto, poderá ter o valor reduzido.

Para saber quanto você passaria a pagar com uma redução 7,72%, basta pegar o valor atual do aluguel e multiplicar por 0,9228.

Um aluguel de R$ 2.000, por exemplo, passaria a ser de R$ 1.845,60. O novo valor poderia ser cobrado no fim de agosto ou início de setembro.

Vale a pena mudar de imóvel?

O momento não é vantajoso para mudar ou alugar um imóvel pela primeira vez.

O preço do aluguel de residências registrou alta de 9,24% no 1º semestre. Em seis meses, a alta no preço de locação foi superior à inflação medida pelo IPCA, que foi de 2,87%. segundo pesquisa do FipeZap+. Em 12 meses, a alta nominal é de 16,29%.

Como posso negociar o reajuste do aluguel?

A Serasa dá algumas dicas para negociar o valor do aluguel. Confira abaixo:

Leia também: IGP-M Registra Queda De Preços De 1,84% No Mês De Maio

Fale com o dono do imóvel ou com a imobiliária;

Antes da data do reajuste, proponha alterar o índice de referência ou proponha um novo valor;

Se não conseguir um acordo, cite a Lei do Inquilinato, que afirma que locador e locatário têm livre arbítrio para decidir qual indicador será usado no reajuste do aluguel;

Se conseguir o acordo, registre. Peça para alterar o contrato para que os direitos e deveres de cada uma das partes sejam garantidos;

Caso o dono do imóvel não ceda, cabe ao inquilino procurar outro que caiba em seu bolso.

Fonte: UOL

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação