INSS libera auxílio de R$ 606. Veja quem pode receber

O auxílio-inclusão tem como objetivo estimular a ingressão de pessoas PCD no mercado de trabalho. 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) possui um benefício exclusivo às Pessoas Portadoras de Deficiência (PCD). O intuito do auxílio é promover uma maior inclusão deste grupo no mercado de trabalho. 

Em resumo, o auxílio-inclusão é destinado a cidadãos contemplados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas), que conseguirem um emprego formal, ou seja, com registro na Carteira de Trabalho. 

O valor do auxílio corresponde a 50% da renda recebida no BPC, ou seja, metade do salário mínimo vigente (R$ 606). Sendo assim, quando sujeito ingressar no novo emprego, ele deixa de integrar a folha de pagamento do BPC, e passará a receber o auxílio inclusão. 

Contudo, atenção! Não há motivos para alarde ou receio de ingressar no mercado de trabalho, dado que caso o beneficiário perca o emprego, ele voltará a integrar o BPC, recebendo os R$ 1.212. 

Quem pode receber o auxílio-Inclusão?

Como previamente dito, é preciso que cidadão que conseguiu o novo emprego seja um beneficiário do BPC, ou seja, deve estar enquadrado nas regras deste benefício, são elas: 

  • Ser portador de alguma deficiência de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, ou possuir mais de 65 anos; 
  • Possuir inscrição no Cadúnico com o cadastro devidamente atualizado; 
  • Possuir renda familiar per capita (por pessoa) de até ¼ do salário mínimo vigente (R$ 303, ao mês); 
  • Não é preciso possuir contribuições previdenciárias para o recebimento do BPC. 

De todo modo, para garantir o recebimento do auxílio-inclusão, é preciso que a remuneração recebida no novo emprego seja igual ou inferior a dois salários mínimos (R$ 2.424).

Além disso, para requerer o auxílio em questão, é preciso já estar atuando efetivamente na atividade remunerada. Isto vale tanto para iniciativa privada quanto para a pública. 

Ps: segundo as normas do auxílio-inclusão, quem recebeu o BPC nos últimos cinco anos e que perdeu o benefício ao conseguir um emprego, também terá direito ao pagamento de R$ 606, desde que o salário seja de até R$ 2.424.

Como solicitar o auxílio?

Estando conforme os critérios estipulados, o cidadão pode solicitar o auxílio inclusão através dos canais de atendimento do INSS, são eles: 

  • Pelo site ou aplicativo Meu INSS (disponível para Android e IOS); 
  • Ligando na Central de Atendimento do órgão, pelo número 135, de segunda a sábado das 7h às 22h; 

Caso você tenha optado em pedir pela plataforma digital “Meu INSS”, basta buscar pela opção “Novo Pedido” digitar o nome do benefício (“Auxílio-Inclusão”) e seguir as instruções indicadas na tela.   

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.