Margem de Contribuição: Saiba o que é e como calcular

É possível calcular e encontrar a margem de contribuição unitária ou de todo um estoque ou produção total da mesma mercadoria

Compartilhe
PUBLICIDADE

O cálculo da margem de lucro é muito importante, pois a partir dele é possível definir o ponto de equilíbrio no faturamento de uma empresa, definir e corrigir o preço de venda de mercadorias vendidas e entender a rentabilidade de cada produto comercializado pela empresa.

Abaixo, entenda, neste material preparado por especialistas da Contabilizei, qual a fórmula da margem de contribuição, o que é a margem de contribuição unitária e a total e como alcançar o ponto de equilíbrio. 

Leia também: Margem De Contribuição: Saiba Quando A Empresa Deve Utilizar

Qual a fórmula da margem de contribuição?

O cálculo é feito com uma fórmula simples, que leva em consideração o preço de venda da mercadoria e os gastos variáveis para vender aquela mercadoria. Veja a fórmula abaixo para calcular a margem de contribuição:

Margem de contribuição = Preço de venda – Custos variáveis – despesas variáveis

O que são custos variáveis?

São aqueles ligados diretamente na produção ou aquisição da mercadoria, e podem variar conforme volume de produção e de vendas, mão de obra, embalagem, transporte para o estoque. Toda a saída de dinheiro para que seja possível colocar o produto a venda.

Leia também: Saiba O Que É Precificação E Como Montar A Sua De Forma Estratégica!

O que são despesas variáveis?

São aquelas que não estão diretamente relacionadas na produção e aquisição das mercadorias, mas que estão ligadas aos desembolsos de caixa para que a mercadoria seja vendida, como frete de entrega, comissionamento de vendas, publicidade e marketing. 

Se você não conseguir acompanhar tais dados com seu contador, pode ser o momento de trocar de profissional. Baixe o guia “Como trocar de contador” da Contabilizei. 

Como calcular a margem de contribuição? 

Para encontrar a margem de contribuição é necessário antes ter identificado algumas informações, tais como qual o preço de venda, qual o custo variável e qual a despesa variável. 

A margem de contribuição é calculada deduzido do preço de venda, os custos e despesas variáveis, encontrando a margem de contribuição unitária ou total.

É possível calcular e encontrar a margem de contribuição unitária ou de todo um estoque ou produção total da mesma mercadoria. 

Agora, vamos a um exemplo prático para aplicar a fórmula: Se uma caneca é vendida por R$ 25,00 e tem um custo variável de R$ 10,00 e uma despesa variável de R$ 7 reais, a margem de contribuição unitária deste produto é de R$ 8,00 (25 – 10 – 7 = 8). Ou seja, cada caneca vendida contribui para cobrir os custos e despesas fixas da empresa com R$ 8.

Quando a margem de contribuição é boa?

Muitos empreendedores, mesmo fazendo o cálculo, ainda ficam na dúvida de como interpretar o valor. Dizem os especialistas da Contabilizei que a margem de contribuição é considerada boa quando for suficiente para cobrir os gastos fixos de uma empresa e ainda gerar lucros. 

Na prática, não há como definir um valor ou porcentagem padrão, visto que cada setor de atividade possui custos e despesas fixas e variáveis distintas entre si e cada dono de negócio possui um tipo de objetivo a curto e longo prazo. 

Se uma empresa gasta muito dinheiro para produzir ou comprar uma mercadoria e ainda gasta para conseguir vendê-la, a margem de contribuição e, consequentemente, o lucro serão menores.

Por isso, saber todos os pontos para calcular a margem de contribuição é importante para evitar operar no negativo, vendendo uma mercadoria que não contribui para o pagamento dos gastos fixos da empresa.

Imagem por @andreas / freepik
Imagem por @andreas / freepik

O ponto é que, quanto mais eficiente for a operação e negociações comerciais, otimizando os gastos e despesas variáveis, maior será a margem de contribuição. Aqui, vale contar com o apoio da sua contabilidade na gestão financeira do seu negócio

Ainda não tem contador(a)? Conheça o Plano Experts da Contabilize. Um plano contábil completo, com assessor dedicado especialista no seu ramo de atuação, que vai simplificar a sua gestão contábil e o seu dia a dia.

Por que a margem de contribuição é importante? 

A margem de contribuição representa quanto cada produto vendido na empresa vai contribuir para o pagamento dos gastos fixos da empresa, isto é, todas as despesas com saídas de dinheiro permanentes e essenciais para a operacionalização do negócio, como por exemplo, impostos, aluguel, infraestrutura (água, luz, internet), salários e contabilidade.

Como saber o quanto é preciso vender para pagar as contas?

Vamos ao exemplo. Se a empresa tiver R$ 12.000,00 de gastos fixos por mês e a cada venda receber R$ 8 de margem de contribuição, é possível identificar quantas unidades desse produto vão precisar ser vendidas para que a empresa possa cobrir esses gastos fixos.

Já para identificar a margem de contribuição total de cada produto em determinado período, basta multiplicar a margem de contribuição unitária pelo total de mercadorias vendidas. 

Somente a partir desta definição, é possível definir o ponto de equilíbrio, que precisa da margem de contribuição para encontrar quanto a empresa precisa vender para não ter prejuízo.

Diferenças entre a margem de contribuição total e unitária 

A margem de contribuição unitária é calculada sobre uma unidade de um único produto. Com isso definido, é possível multiplicar pelo número total de unidades deste produto vendido e obter a margem de contribuição total.

Isso deve ser calculado para todo o mix de produtos comercializados pela empresa, e o valor só é efetivo após o acontecimento da venda.

Mas nada impede do empreendedor simular o cálculo para entender o quanto precisa vender em determinado período para quitar os gastos fixos da empresa, determinar metas de vendas, quando chegará ao ponto de equilíbrio e começar a lucrar, entre outros indicadores que mantém uma empresa.

Precisando de uma ajuda na gestão financeira?

A primeira dica é separar as finanças pessoais e profissionais. Para isso, ter uma conta PJ é fundamental. O Contabilizei.bank é uma solução inteligente, integrada e completa para simplificar a rotina e auxiliar na jornada de quem empreende no país. Fazendo a integração perfeita entre banco e contabilidade, a conta é totalmente gratuita e oferece vantagens como pix grátis ilimitado. Conheça o Contabilizei.bank!

A Conta PJ do Contabilizei.bank está disponível apenas para quem já é nosso cliente. Mas não se preocupe, temos planos variados para cuidar do seu negócio, da abertura do seu CNPJ à gestão contábil financeira. Venha para a Contabilizei. 

Por Vitor Torres, Administrador de Empresas, Empreendedor Endeavor, CEO e fundador da Contabilizei, o primeiro e maior escritório de contabilidade online do país.

Original de Contabilizei

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação