Modernização da Contabilidade Pública gera benefícios para estados e municípios

A capacitação e treinamento do profissional da contabilidade pública para uso das novas tecnologias é fundamental, e não podem ser postergados

Compartilhe
PUBLICIDADE

Com cerca de 5.568 municípios, em 26 estados mais o Distrito Federal (DF), totalizando mais de 212 milhões de habitantes, de acordo com estimativas de 2021 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem uma carga pública contábil gigantesca. São centenas, se não milhares, de processos abertos diariamente por estados e prefeituras, envolvendo licitações, contratações, pagamentos e cobranças tributárias, para citar alguns exemplos.

Nesse cenário, a Contabilidade Aplicada ao Setor Público (Casp), como é chamado o ramo da ciência contábil voltada à execução dos Princípios de Contabilidade e as normas contábeis no setor público, precisa estar alinhada às mais recentes e melhores práticas de gerenciamento e controle de gastos.

Diante do aumento da complexidade da Contabilidade Pública, com o crescimento da população e, consequentemente, das demandas sociais (infraestrutura, saúde, educação etc.), se faz necessário colocar a tecnologia à serviço da Casp, a fim de gerar integração entre os diferentes entes da União (cidades, estados e federação), bem como possibilitar compreensão e fiscalização das informações públicas em tempo real, facilitar a coleta e compartilhamento de dados e aprimorar a transparência na execução de orçamentos e recursos governamentais em prol da sociedade.

Neste sentido, já há iniciativas do Governo Federal e de entidades, como os Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs), para implantar, por exemplo, ferramentas para alcançar esses objetivos, como o Sistema Único e Integrado de Execução Orçamentária, Administração Financeira e Controle (Siafic-Único), software integrado de contabilidade pública, que deve ser adotado obrigatoriamente pelas entidades públicas a partir de 1º de janeiro de 2023.

O Siafic é um grande passo quando falamos em tecnologia para o setor público, pois será utilizado em nível federal, reunindo em um só lugar dados importantes para a gestão do país, uma região, cidade ou comunidade específica. Também é um projeto totalmente voltado ao setor público, o que significa que foi pensado para comportar todos os campos de informações provenientes de estados e municípios. Isso padroniza a qualidade e aumenta a confiança nos dados, permitindo tomadas de decisões mais rápidas e assertivas.

Além do Siafic, outras tecnologias estão sendo utilizadas no setor público, como o cloud computing, ou computação em nuvem. Por possibilitar o acesso a informações em qualquer lugar, de qualquer dispositivo, de forma segura, a computação em nuvem facilita o compartilhamento de dados e a integração entre diferentes entidades e áreas públicas e, ainda segundo site do próprio Governo, confere às instituições públicas maior agilidade nesses processos, a redução de gastos com infraestrutura interna e a modernização dos órgãos que compõem a administração pública federal.

Outra inovação que vem sendo aplicada é a automação de processos, que antes eram feitos manualmente em folhas de papel. O avanço da digitalização de documentos e dados e a troca por sistemas mais modernos têm permitido que as informações sejam prontamente inseridas e disponibilizadas em diversos formatos, proporcionando mais agilidade e eliminando retrabalhos, gerados por erros causados por intervenção humana.

Mas, atenção, nenhuma tecnologia pode substituir o ser humano. O papel do contador público, diante de tantas inovações, se torna ainda mais importante, como operador das mudanças e das ferramentas tecnológicas no setor público. Este profissional é que irá guiar, desde o desenvolvimento de outras ferramentas até melhorias dentro do que já está feito. Além de ser o contador que irá alimentar com dados os sistemas, como é o caso do Siafic, por exemplo.

Por isso, a capacitação e treinamento do profissional da contabilidade pública para uso das novas tecnologias é fundamental, e não podem ser postergados, a fim de os estados e municípios estarem sempre em conformidade com as últimas atualizações e funcionamentos de seus sistemas de administração. No portal do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRCSP) é possível encontrar anúncios de workshops, treinamentos e notícias referentes à Educação Continuada dos contadores.

Não perca mais tempo e informe-se já!

Por José Aparecido Maion é presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRCSP).

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação