19°C 32°C
São Paulo, SP
Publicidade

Saúde mental do empregado na empresa em que trabalha

Saúde mental do empregado na empresa em que trabalha

21/06/2022 às 14h26 Atualizada em 21/06/2022 às 17h26
Por: Jorge Roberto Wrigt
Compartilhe:

A saúde mental no trabalho tem sido prioridade para o brasileiro, segundo pesquisas, 91% dos trabalhadores afirmam que as companhias têm o dever de investir em saúde mental – praticamente um consenso. 

No começo de 2022, a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu oficialmente a síndrome na lista de doenças ligadas ao trabalho. Por isso, muitas empresas passaram a priorizar o tema.

Segundo a OMS, os transtornos mentais e comportamentais estão entre as principais causas de perdas de dias de trabalho no mundo. A Organização também apontou que os casos leves causam em média perda de quatro dias de trabalho/ano e os graves cerca de 200 dias de trabalho/ano.

Por que a preocupação com a saúde mental do trabalhador?

O trabalhador passa 8 horas do dia se dedicando à profissão, ou seja, dentro de uma empresa. Nesse período, o trabalhador não pode pensar em outra coisa a não ser em seu trabalho. O profissional não consegue exercer suas funções ao mesmo tempo em que lida com transtornos mentais no ambiente de trabalho.

Quais os fatores de risco?

Políticas inadequadas de saúde e segurança;

Más práticas de comunicação e gestão;

Participação limitada na tomada de decisões ou baixo controle sobre a área de trabalho;

Baixos níveis de apoio aos funcionários;

Horas de trabalho inflexíveis;

Tarefas obscuras ou objetivos organizacionais duvidosos.

A empresa pode proteger a saúde mental do seu colaborador?

A empresa pode proteger a saúde mental de seu funcionário. Recentemente foi publicado um guia pelo Fórum Econômico Mundial que dá dicas de como isso pode acontecer:

A empresa deve proteger a saúde mental reduzindo os fatores de risco relacionados ao trabalho;

Promover a saúde mental ao desenvolver aspectos positivos de trabalho e as habilidades dos empregados;

Enfrentar casos de problemas de saúde mental independentemente da causa.

E também entender as oportunidades e necessidades dos empregados individualmente, ajudando a desenvolver melhores políticas para a saúde mental no ambiente de trabalho.

Segundo a OMS, as intervenções de saúde mental precisam ser entregues como parte de uma estratégia integrada de saúde e bem-estar que cubra prevenção, identificação precoce, apoio e reabilitação.

No Brasil, a depressão é o maior problema na vida do trabalhador, que ocasiona pagamento de auxílio-doença não relacionado a acidentes de trabalho. Em segundo transtorno de pânico, ansiedade e síndrome de burnout.

O que pode causar essas doenças no setor de trabalho?

Pressão por entregar bons resultados, competitividade, responsabilidade, assédio moral e baixa remuneração. Esses fatos também podem levar a um consumo de álcool e drogas.

A empresa pode fornecer treinamento aos gestores para ajudá-los a reconhecer os sinais e sintomas de estresse e depressão nos membros da equipe. Para melhorar a saúde mental no local de trabalho, deve-se encorajar os colaboradores a buscar ajuda de profissionais qualificados em saúde mental. 

E também dar aos funcionários oportunidades de participar de decisões sobre questões que afetam o estresse no trabalho.

Original de Clique Vida

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Paulo, SP
21°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 32°

21° Sensação
2.06km/h Vento
83% Umidade
40% (1.91mm) Chance de chuva
06h03 Nascer do sol
06h32 Pôr do sol
Ter 31° 20°
Qua 26° 20°
Qui 27° 20°
Sex 28° 21°
Sáb 29° 21°
Atualizado às 07h08
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 4,95 -0,06%
Euro
R$ 5,38 +0,13%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,26%
Bitcoin
R$ 341,522,26 +3,49%
Ibovespa
129,180,37 pts 0.12%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade