18°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade
Anúncio

Bolsonaro diz que salário mínimo terá reajuste acima da inflação em 2023 

Bolsonaro diz que salário mínimo terá reajuste acima da inflação em 2023 

22/10/2022 às 15h25 Atualizada em 22/10/2022 às 18h25
Por: Jorge Roberto Wrigt
Compartilhe:

Jair Bolsonaro (PL), candidato à Presidência, afirmou nesta sexta-feira (21), em vídeo, que o salário mínimo do Brasil em 2023 vai aumentar acima da inflação, além de aumento real para aposentados, pensionistas e servidores públicos. 

Continua após a publicidade

“Consertamos a economia do Brasil, estamos arrecadando muito, a partir do ano que vem, a nossa garantia é dar a todos os aposentados e pensionistas um reajuste acima da inflação, a mesma coisa no tocante aos servidores públicos. O valor do salário mínimo também será acima da inflação”, disse em vídeo divulgado pela campanha do presidente. 

Um dia antes, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que os reajustes da aposentadoria e do salário mínimo estão mantidos para o próximo ano. O novo valor, que passa a vigorar em janeiro, deverá cobrir pelo menos a inflação. 

“O jogo está correndo. É claro que agora em janeiro, fevereiro, os aposentados e o salário mínimo serão corrigidos pelo menos igual à inflação”, afirmou o ministro. 

Quando fez a declaração à imprensa na quinta-feira (20), Guedes tinha acabado de participar da reunião da diretoria da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), no Rio de Janeiro. 

Continua após a publicidade

Ele também aproveitou para defender uma readequação do teto dos gastos, algo que ainda está sendo estudado. De acordo com Paulo Guedes, os gastos com a pandemia mostraram que o teto, que deveria barrar os aumentos dos gastos do governo federal está “todo furado”, está “cheio de goteiras”. 

O ministro garantiu que mesmo que haja mudanças de vinculações de recursos, aposentadorias e salário mínimo não terão prejuízo. 

“Ninguém vai usar uma mudança de regra para prejudicar o salário mínimo e os aposentados”, disse Guedes. 

O ministro da Economia disse também que os salários do funcionalismo público deverão ser reajustados, após a situação mais crítica da pandemia. 

Continua após a publicidade

Como era o reajuste do salário antes de 2020? 

O salário mínimo até 2019 era reajustado segundo a fórmula que previa o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) de dois anos anteriores mais a inflação oficial do ano anterior. 

Porém, em 2020, o governo mudou a fórmula de reajuste e passou a seguir apenas a reposição da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).  

De acordo com a Constituição Federal, o salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, seja capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim. 

Previsões de aumento do salário para o ano que vem 

A primeira estimativa para o reajuste do piso nacional para 2023, estava em 6,77%, seria então um aumento de R$ 82, subindo o valor de R$ 1.212 para R$ 1.294. 

Na segunda estimativa, o reajuste estava em 8,10%, sendo um aumento de R$ 98, o que faria o mínimo aumentar para R$ 1.310. 

Em seguida, o governo enviou para o Congresso Nacional a proposta do orçamento para 2023, que prevê o valor do mínimo para o ano que vem em R$ 1.302, um reajuste de 7,41%, ou seja, um aumento de R$ 90. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
19°
Parcialmente nublado

Mín. 18° Máx. 28°

19° Sensação
2.58km/h Vento
84% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h22 Nascer do sol
06h03 Pôr do sol
Seg 28° 20°
Ter 28° 19°
Qua 28° 20°
Qui 26° 20°
Sex 27° 19°
Atualizado às 03h08
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,00%
Euro
R$ 5,46 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,10%
Bitcoin
R$ 350,699,55 -3,43%
Ibovespa
125,946,09 pts -1.14%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio