19°C 32°C
São Paulo, SP
Publicidade

Silenciosa e perigosa, a osteoporose atinge 18 milhões de pessoas no Brasil!

Silenciosa e perigosa, a osteoporose atinge 18 milhões de pessoas no Brasil!

25/10/2022 às 17h06 Atualizada em 25/10/2022 às 20h06
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:

De acordo com a Fundação Internacional de Osteoporose (IOF, da sigla em inglês), cerca de 200 milhões de pessoas em todo o mundo têm a osteoporose. Segundo a Fundação Internacional de Osteoporose (IOF, da sigla em inglês), por todo o planeta, uma em cada três mulheres com mais de 50 anos vão sofrer fraturas osteoporóticas, assim como um em cada cinco homens nesta idade. No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que 18 milhões de brasileiros sofram com a doença. A osteoporose provoca a perda de massa óssea, é uma doença silenciosa, que avança lentamente.

Não há dor, nem sintomas. Os ossos tornam-se porosos, frágeis, e podem fraturar com facilidade. Por causa da gravidade, 20 de outubro é o Dia Mundial e Nacional da Osteoporose, voltado para a conscientização sobre prevenção, diagnóstico e tratamento da enfermidade. O ortopedista Murilo Tavares Daher, que atende no centro clínico do Órion Complex, confirma que as mulheres são mais suscetíveis à doença. “É relacionado aos fatores hormonais. Geralmente acontece depois da menopausa, quando há uma queda na produção dos hormônios femininos, principalmente o estrógeno”. 

Por ser uma enfermidade que não apresenta dor ou outros sintomas, o especialista destaca a importância de exames. “É importante o diagnóstico nos exames de rotina, principalmente dos pacientes mais suscetíveis, pois muitas vezes ela só apresenta sintomas quando se tem uma consequência da osteoporose, que seria a fratura por insuficiência”, revela. Fora do grupo de risco, o médico conta que os casos são raros. “Existem casos de osteoporose secundária, que é causada por alguma outra doença e pode aparecer nos mais jovens. Quando se tem alteração de algum órgão que é importante para o metabolismo do cálcio e do fósforo, você pode ter alterações que vão levar à fragilidade óssea, como por exemplo alguns pacientes com insuficiência renal”.

*Prevenção*Murilo Daher ressalta que é importante fortalecer os ossos durante a sua formação. “A massa óssea é formada durante o desenvolvimento da pessoa, principalmente durante as duas primeiras décadas de vida. Então é importante o aporte de nutrientes, principalmente de cálcio, com o consumo de leite e derivados nessa fase da vida. A oferta adequada desses nutrientes permitirá uma boa formação do osso e diminuirá o aparecimento da osteoporose nas fases mais avançadas da vida”, afirma. “Os derivados do leite são fontes ricas em cálcio, no entanto algumas vezes necessitamos suplementá-lo também através de medicamentos”, detalha o médico sobre pessoas que não consomem o alimento.

O tratamento da osteoporose se dá por meio de remédios e mudanças de hábitos. “Baseia-se na suplementação de cálcio, vitamina D e alguns remédios que diminuem a reabsorção do cálcio nos ossos. Contudo, é muito importante o tratamento com as mudanças de hábitos de vida, principalmente o ganho de massa muscular, pois a massa óssea é diretamente proporcional à muscular. Uma dieta rica em proteínas para ganho de massa muscular, atividade física com carga, como musculação e hidroginástica, são muito importantes para o ganho de massa muscular e na manutenção da massa óssea também”, salienta Murilo.

Sobre o Dia Mundial e Nacional da Osteoporose, o especialista destaca que é importante para deixar a enfermidade em evidência. “A data serve para fazer campanhas de prevenção e orientar a população. A osteoporose é uma doença tratável e quando feito de maneira adequada, permite evitar o desfecho desfavorável, que seria a fratura. No idoso, a fratura por osteoporose, principalmente de coluna e quadril, pode levar a consequências graves, diminuindo a qualidade de vida e aumentando, inclusive, a mortalidade desses pacientes”, finaliza Murilo Daher.

Respostas do médico

- O que faz as mulheres serem mais suscetíveis à osteoporose?

Realmente a osteoporose é mais frequente nas mulheres, isso é relacionado a fatores hormonais. Então geralmente acontece depois da menopausa, quando você tem uma queda dos hormônios femininos na mulher e também relacionado a menor massa magra, menor massa muscular, a massa óssea é diretamente proporcional a massa muscular. 

- Se a doença não tem sintomas, como saber se a tem ou não?

Realmente a osteoporose é uma doença silenciosa, uma doença assintomática, ela causa sintomas quando você tem uma consequência da osteoporose que seria a fratura por insuficiência, que é uma fratura que acontece pela fragilidade do osso. Então por isso é importante o diagnóstico nos exames de rotina, principalmente dos pacientes mais suscetíveis, que são as mulheres na faixa etária da menopausa. Então por conta disso, nós sempre fazemos esse screaming desse tipo de paciente a partir dessa fase da vida. 

- A osteoporose afeta mais aqueles a partir dos 50 anos. Porém, tem casos de pessoas com idade menor que essa e com a doença ou isso seria algo raro?

A osteoporose mais comum é osteoporose primária, que acontece principalmente em mulheres depois da menopausa. Existem casos da osteoporose secundária, que é causada por alguma outra doença, secundária a outra doença e pode aparecer mais jovens. Quando você tem alguma alteração de algum outro órgão que é importante para o metabolismo do cálcio e do fósforo, você pode ter alterações que vão levar à fragilidade óssea. Por exemplo, paciente que tem uma insuficiência renal, ele tem um menor nível de hormônio importante na formação do osso, ele por conta disso pode ter uma osteoporose secundária, e aí secundária a doença renal dele. Também há outras causas de osteoporose secundárias que podem acontecer, mas aí são casos mais raros, mais infrequentes. Os mais comuns são as osteoporoses primárias, principalmente nas mulheres acima de 60 anos de idade.

- Quais os meios de prevenção da doença?

Massa óssea é formada durante o desenvolvimento da pessoa, principalmente até a fase adulta. Então é importante o aporte de nutrientes, principalmente de cálcio, com o consumo de leite e derivados nessa fase da vida para você ter uma oferta adequada desses nutrientes para ter uma boa formação do osso e evitar presença de osteoporose.

- Fala-se muito do consumo de leite, contudo se a pessoa não consome essa bebida, seja por intolerância ou outros motivos, como amenizar ou substituir a falta desse alimento?

Então o leite e os seus derivados são substâncias ricas em cálcio e eles devem ser consumidos, principalmente aí nessa fase onde você tem a formação da massa óssea, principalmente até a fase adulta jovem. Todos os derivados do leite são ricos em cálcio, então você tem várias fontes de cálcio, não é o leite a única e você tem como suplementar ele também através de medicamentos. Então você tem suplementos alimentares que contém cálcio que ajudam bastante nesse processo. Mas muitas vezes além do cálcio a gente tem que suplementar também outros nutrientes que são importantes no metabolismo ósseo, como a vitamina D por exemplo e também existem tratamentos medicamentosos com remédios que evitam a reabsorção do cálcio no osso, são remédios que nós chamamos de anti reabsortivos.

- Como é o tratamento da osteoporose?

O tratamento da osteoporose é baseado no medicamentoso, com a complementação com cálcio, vitamina D e esses remédios que eu disse que são os anti reabsortivos, em casos mais graves pode-se usar até medicações anabólicas, que são remédios que ajudam na formação do outro. Mas, além disso, é muito importante o tratamento com as mudanças de hábitos de vida, principalmente o ganho de massa muscular, que é tão importante já que a massa óssea é diretamente proporcional à massa muscular. Então uma dieta rica em proteínas para ganho de massa muscular, atividade física com resistência, então atividade física com carga como academia, musculação, hidroginástica, que tem exercício contra resistência, são muito importantes para o ganho de massa muscular que vai ajudar na formação da massa óssea também. 

- Como avalia a importância do Dia da Osteoporose?

A questão do Dia da Osteoporose é importante justamente pela questão da prevenção né. A osteoporose é uma doença que é tratável, e quando se trata de maneira adequada, principalmente com as mudanças de hábito de vida você consegue melhorar muito a função do paciente e com isso evitar o desfecho desfavorável que seria a fatura, né? A fratura é a consequência da osteoporose que leva o paciente a perder qualidade de vida, aumenta o risco quando se tem uma fratura de ter outras fraturas e pode levar a consequências importantes, como perda da função, incapacidade e até mortalidade pode aumentar nos pacientes que têm fraturas por osteoporose, principalmente fratura da coluna e fraturas do quadril. Por isso que a prevenção é importante e o dia da osteoporose serve para a gente lembrar disso, fazer essas campanhas de prevenção e orientar a população.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Paulo, SP
21°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 32°

21° Sensação
2.06km/h Vento
83% Umidade
40% (1.91mm) Chance de chuva
06h03 Nascer do sol
06h32 Pôr do sol
Ter 31° 20°
Qua 26° 20°
Qui 27° 20°
Sex 28° 21°
Sáb 29° 21°
Atualizado às 07h08
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 4,95 -0,06%
Euro
R$ 5,38 +0,13%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,26%
Bitcoin
R$ 341,812,07 +3,57%
Ibovespa
129,180,37 pts 0.12%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade