17°C 28°C
Uberlândia, MG

STF valida transporte interestadual gratuito a jovens de baixa renda

STF valida transporte interestadual gratuito a jovens de baixa renda

17/11/2022 às 13h05 Atualizada em 17/11/2022 às 16h05
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:

Nesta 4ª feira (16.nov.2022), o STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria para julgar constitucional a gratuidade do transporte interestadual a jovens de baixa renda.

Continua após a publicidade

Tal benefício está previsto no trecho do Estatuto da Juventude (Lei 12.852/2013), que prevê a reserva de dois assentos gratuitos a jovens que comprovam serem de baixa renda, além de outras duas passagens com desconto de 50% destinados a essa população. 

Está em julgamento a ação ajuizada pela Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) contra o dispositivo do Estatuto da Juventude, lei federal que está em vigor desde 2013.

A sessão foi suspensa e deve continuar amanhã. Confira mais detalhes abaixo.

Leia Também: STF faz nova audiência de conciliação a respeito da cobrança do ICMS

Continua após a publicidade

Votos favoráveis

Até o momento, votaram contra a demanda Abrati, os ministros Luiz Fux (relator), André Mendonça, Nunes Marques, Alexandre de Moraes, Edson Fachin e Cármen Lúcia. Ainda faltam votar os ministros Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Rosa Weber, presidente da Corte.

O ministro Luiz Fux, relator do caso, afirma que assegurar o transporte interestadual gratuito é dar aos jovens acesso a outros direitos sociais, como saúde e educação.

“A Emenda Constitucional 65/2010 atribui expressamente ao Estado o dever de instituir políticas específicas que promovam programas de assistência integral à saúde do jovem”, disse Fux.

“Os direitos sociais são englobados aos fundamentais; eles tendem a igualizar realidades desiguais. Como uma pessoa sem direito ao transporte tem direito à autodeterminação, se não pode se profissionalizar, comprar alimentos, ter acesso à saúde?”, afirmou.

Continua após a publicidade

Nunes Marques, concordou com o relator, "A pessoa que não tem acesso ao transporte por carência econômica pode deixar de exercer outros direitos que dependem de deslocamento físico, inclusive o direito à educação", afirmou.

Fux concluiu dizendo, “O direito ao transporte é direito social fundamental expressamente reconhecido pela ordem constitucional. Consoante a doutrina especializada no tema, em se tratando de dimensão do mínimo essencial, a própria positivação textual poderia ser dispensada, justificando o reconhecimento ao transporte na condição de direito fundamental implícito”.

Leia Também: Por unanimidade, STF mantém isenção de imposto de renda sobre pensão alimentícia

Ação da Abrati

A Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) em 2017, moveu uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) 5.657 contra o dispositivo.

A associação questionava a falta de previsão de que os custos das passagens gratuitas fossem cobertos pela União. Porém Ministros afirmam que há mecanismos para evitar prejuízos às empresas de ônibus e benefício não deve ser ressarcido pela União.

A associação alega que a imposição viola a garantia constitucional de equilíbrio econômico-financeiro dos contratos e o direito de propriedade inerente à iniciativa privada. 

Na ação, a Abrati afirmou que a obrigação foi definida sem criar, em contrapartida, mecanismos de ressarcimento às empresas privadas que fazem transporte coletivo interestadual.

A entidade representa cerca de 100 empresas de transporte rodoviário, a lei de 2013 viola a livre iniciativa privada e o princípio constitucional do equilíbrio econômico-financeiro dos contratos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
18°
Parcialmente nublado

Mín. 17° Máx. 28°

18° Sensação
2km/h Vento
68% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h25 Nascer do sol
05h57 Pôr do sol
Qua 29° 18°
Qui 30° 18°
Sex 29° 18°
Sáb 29° 20°
Dom 29° 21°
Atualizado às 03h08
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,17 +0,04%
Euro
R$ 5,51 +0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,43%
Bitcoin
R$ 362,223,87 -0,59%
Ibovespa
125,573,16 pts 0.36%