17°C 28°C
Uberlândia, MG

6 motivos que cancelam a pensão por morte

6 motivos que cancelam a pensão por morte

30/11/2022 às 12h47 Atualizada em 30/11/2022 às 15h47
Por: Ricardo
Compartilhe:

A pensão por morte é o principal benefício concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), aos dependentes do segurado que faleceu.

Continua após a publicidade

Em linhas gerais, a função da pensão por morte é substituir a remuneração ao qual o segurado recebia, por uma pensão que passa a ser paga pelo INSS.

No entanto, assim como qualquer outro benefício previdenciário, existem regras que devem ser seguidas para que a pensão por morte continue sendo paga aos dependentes do segurado falecido.

Nesse sentido, hoje nós abordaremos 6 motivos que podem levar ao cancelamento da pensão por morte, para que os dependentes do segurado falecido possam se precaver de possíveis problemas quanto a continuidade do benefício.

Motivos que cancelam a pensão por morte

A pensão por morte, após ser concedida, não é um benefício que costuma dar um pouco mais de “trabalho”, como os benefícios por incapacidade que são geralmente revisados de tempos em tempos.

Continua após a publicidade

Todavia, existem situações onde o INSS pode cessar a pensão por morte, nos seguintes casos:

  1. Quando existe uma condenação criminal que resultou na morte do segurado;
  2. Caso seja identificada fraude no casamento ou união estável para garantir acesso ao benefício;
  3. Em caso de falecimento do pensionista;
  4. Caso ocorra a anulação do casamento após a concessão da pensão por morte;
  5. Quando ocorre há concessão de uma nova pensão por morte;
  6. Pelo próprio encerramento do benefício.

No último item, com relação ao encerramento do benefício, o mesmo pode ocorrer, pois, nem sempre o benefício é vitalício, existem regras que variam conforme o tempo de contribuição ou a idade do dependente na hora do óbito do segurado.

Assim, como também existe o encerramento da pensão por morte para os filhos, que ocorre quando o mesmo completa seus 21 anos de idade, independente do filho estar ou não estudando.

Duração da pensão por morte

Caso o casamento ou união estável tenha menos de dois anos, ou o segurado tenha menos de 18 contribuições ao INSS na data do óbito, a pensão por morte durará apenas 4 meses.

Continua após a publicidade

Caso o casal tinha mais de dois anos de união e o segurado falecido mais de 18 contribuições, a duração da pensão por morte terá validade conforme a idade do cônjuge no momento exato do óbito do segurado, veja a tabela de duração:

Duração da pensão por morte - idade do dependente:

  • 3 anos - para quem tem menos de 22 anos;
  • 6 anos - para quem tem entre 22 e 27 anos;
  • 10 anos - para quem tem entre 28 e 30 anos;
  • 15 anos - para quem tem entre 31 e 41 anos;
  • 20 anos - para quem tem entre 42 e 44 anos;
  • Vitalícia - para quem tem 45 anos de idade ou mais.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
18°
Parcialmente nublado

Mín. 17° Máx. 28°

18° Sensação
2km/h Vento
68% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h25 Nascer do sol
05h57 Pôr do sol
Qua 29° 18°
Qui 30° 18°
Sex 29° 18°
Sáb 29° 20°
Dom 29° 21°
Atualizado às 03h08
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,17 +0,04%
Euro
R$ 5,51 +0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,43%
Bitcoin
R$ 363,472,81 -0,25%
Ibovespa
125,573,16 pts 0.36%