18°C 27°C
Uberlândia, MG

MEI em Atraso: Saiba como verificar, regularizar e parcelar o pagamento

MEI em Atraso: Saiba como verificar, regularizar e parcelar o pagamento

12/12/2022 às 07h00 Atualizada em 12/12/2022 às 10h00
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:

O MEI em atraso pode ser regularizado de duas formas: através do Portal do Simples Nacional ou do Portal Regularize, da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O que determinará por onde essa regularização deve ser feita será a quantidade de tempo em que a dívida está ativa.

Continua após a publicidade

Portanto, se você deixou de cumprir suas obrigações tributárias e fiscais, negligenciando o recolhimento mensal dos impostos municipais, estaduais e federais através do pagamento do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – o DAS, vai ser preciso regularizar o MEI em atraso.

Nos parágrafos seguintes, você aprende como verificar essas pendências, além de conferir um passo a passo de como regularizar e parcelar os valores em aberto junto ao governo federal.

Como verificar as pendências do MEI?

Para verificar se o seu CNPJ como Microempreendedor Individual (MEI) possui pendências:

  1. Abra o Portal do Simples Nacional.
  2. Entre no Programa Gerador de DAS (PGMEI).
  3. Escolha a opção "consulta extrato/pendências''.

Mas, se os débitos correspondentes forem anteriores ao ano de 2017, uma mensagem avisará que a pendência mudou de lugar e que agora está sob custódia da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, ou seja, sua pendência foi registrada como Dívida Ativa da União.

Continua após a publicidade

Nesse caso, você pode acessar o site da Regularize ou baixar o app Dívida Aberta, disponível para download em dispositivos Android e iOS para consultar as respectivas pendências.

Qual é o prazo para regularização do MEI?

A dívida do MEI pode ser regularizada a qualquer momento, já que não existe um prazo final para que o acerto seja feito. O que acontece é que, dependendo do tempo de dívida, a forma de regularizar as pendências mudam, as consequências podem ser mais sérias e isso pode até mesmo custar o seu CNPJ.

Os débitos posteriores ao ano de 2017 podem ser regularizados através do Portal Simples Nacional, enquanto as dívidas anteriores ao prazo passaram a ser incluídas na Dívida Ativa da União, podendo ser cobradas judicialmente, com juros e outros encargos definidos pela legislação.

Como regularizar o MEI em atraso?

Para regularizar os débitos em atraso posteriores ao ano de 2017, siga o passo a passo abaixo:

Continua após a publicidade
  1. Entre no Portal do Simples Nacional.
  2. Acesse o Programa Gerador de DAS (PGMEI), utilizado para emitir todas as guias do Documento de Arrecadação do Simples Nacional.
  3. Emita o DAS correspondente ao valor em atraso (você pode optar por reunir todas as cobranças anteriores em apenas uma guia ou realizar o parcelamento do débito).
  4. Realize o pagamento, em qualquer banco, do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) até a data de vencimento da nova cobrança.
  5. Pronto: assim que o pagamento da dívida for processado, o CNPJ da empresa é regularizado.

Sua dívida é mais antiga? Então, é só seguir o passo a passo abaixo.

MEI em atraso: como regularizar a Dívida Ativa da União?

O débito em aberto inscrito na Dívida Ativa da União deve ser quitado através da emissão do DAS-DAU (documento específico para dívida ativa da união):

  1. Acesse o Portal Regularize.
  2. Clique na opção “Emitir Guia de Pagamento”.
  3. Escolha a opção "Emitir DARF/DAS parcial ou integral”.
  4. Insira o CNPJ da sua empresa e o número da inscrição.
  5. Emita a DAS-DAU com o valor total do débito ou faça o parcelamento da dívida.
  6. Realize o pagamento da guia de arrecadação dentro do prazo informado no documento.

Vale lembrar que o DAS-DAU apenas faz o recolhimento do débito em atraso referente ao INSS.

A regularização do ICMS e do ISS deve ser feita diretamente com o município ou estado responsável pelo tributo.

Como parcelar MEI atrasado?

Você pode fazer o parcelamento dos valores em atraso através do Portal Simples Nacional, para isso:

  • Acesse o Portal do Simples Nacional.
  • Clique na aba “Simei - Serviços”.
  • Escolha a opção “Parcelamento” e, em seguida, em “Parcelamento - Microempreendedor Individual”.
  • Insira o número do CNPJ da empresa, o CPF do responsável, o código de acesso e digite os caracteres de verificação que aparecem na tela.
  • Escolha a condição de pagamento desejada (lembrando que as guias em atraso podem ser parceladas em até 60 meses, com parcela mínima de R$ 50).

Agora é com você: regularize o seu MEI em atraso para continuar aproveitando os benefícios tributários da categoria, mas lembre-se, se ainda precisar de uma ajudinha para deixar o seu CNPJ em dia, a Leoa pode auxiliar você, é só chamar a gente aqui no chat que um especialista estará pronto para atender você!

Original de Leoa

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
17°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 27°

17° Sensação
2.67km/h Vento
86% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h24 Nascer do sol
05h58 Pôr do sol
Seg 27° 17°
Ter 28° 20°
Qua 29° 21°
Qui 29° 18°
Sex 29° 17°
Atualizado às 07h07
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,20 +0,00%
Euro
R$ 5,55 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 357,899,86 +0,79%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%