20°C 29°C
Uberlândia, MG

Por que o atual ministro do trabalho é contra o saque-aniversário?

Por que o atual ministro do trabalho é contra o saque-aniversário?

06/01/2023 às 18h23 Atualizada em 06/01/2023 às 21h23
Por: Jorge Roberto Wrigt
Compartilhe:

O saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) virou alvo do novo ministro do Trabalho, que está intencionado a acabar com a modalidade. Luiz Marinho (PT) pretende propor ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que o FGTS volte a ser sacado somente dentro das regras do programa.

Continua após a publicidade

Neste caso, o trabalhador voltaria a sacar o fundo somente em caso de demissão sem justa causa, aposentadoria ou compra da casa própria.

Leia Também: 5 alimentos responsáveis por aumentar a oleosidade da sua pele

Mas segundo Marinho, antes de falar com o presidente, irá levar a discussão desse tema ao Conselho Curador do FGTS e às centrais sindicais. De acordo com o ministério, o saque prejudica o propósito do FGTS, que é dar segurança financeira em caso de desemprego, ou ajudar na compra da casa própria e na aposentadoria, por exemplo. 

"O ministro Luiz Marinho vai propor ao presidente Lula que seja proibido o saque dos recursos do fundo na data de aniversário. Antes disso, vai levar a discussão desse tema ao Conselho Curador do FGTS e às centrais sindicais", informou o Ministério do Trabalho, em nota.

Continua após a publicidade

Quando foi criado o saque-aniversário?

O saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado em abril de 2020 para alavancar a economia do país. Para acabar com a modalidade será necessário criar uma nova lei para que a anterior deixe de valer.

O saque-aniversário permite ao  trabalhador retirar uma vez por ano, no mês de seu aniversário, parte do saldo de sua conta no Fundo de Garantia. Quanto menor o saldo, maior o percentual de retirada permitido. Lembrando que a modalidade é opcional.

O valor do saque varia conforme uma alíquota, que vai de 5% até 50% do saldo. É possível ainda usar o saque-aniversário como garantia para contratar empréstimos.

A desvantagem ao aderir à modalidade 

A pessoa que aderir a modalidade do saque-aniversário, quando for demitido sem justa causa, não poderá sacar o valor total do FGTS. Recebendo apenas a multa rescisória de 40%.

Continua após a publicidade

Leia Também: Lula vai voltar com a Contribuição sindical em 2023?

A pessoa que desistir do saque-aniversário só poderá voltar à modalidade anterior (conhecido como saque-rescisão) depois de dois anos.

Cerca de 28 milhões de trabalhadores já aderiram à modalidade do saque-aniversário, sacando o total de R$ 12 bilhões por ano.

O trabalhador que optar pelo saque-aniversário terá três meses para sacar seus recursos – o mês de seu aniversário e os dois meses seguintes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
20°
Tempo nublado

Mín. 20° Máx. 29°

20° Sensação
2.37km/h Vento
79% Umidade
73% (0.47mm) Chance de chuva
06h23 Nascer do sol
06h01 Pôr do sol
Qui 26° 19°
Sex 27° 19°
Sáb 27° 18°
Dom 27° 17°
Seg 27° 16°
Atualizado às 03h08
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,29 -0,02%
Euro
R$ 5,61 +0,02%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,59%
Bitcoin
R$ 355,790,41 -0,35%
Ibovespa
124,388,62 pts -0.75%