18°C 27°C
Uberlândia, MG

Brasília: Confira o passo a passo da Invasão dos Três Poderes

Brasília: Confira o passo a passo da Invasão dos Três Poderes

09/01/2023 às 09h10 Atualizada em 09/01/2023 às 12h10
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Neste domingo (8), apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram o Congresso Nacional, o STF e o Palácio do Planalto, sede da Presidência da República. 

Continua após a publicidade

Neste fim de semana, mais de 100 ônibus chegaram na capital federal com cerca de 4 mil pessoas. Todas as ações foram combinadas através das redes sociais. 

Os bolsonaristas, furaram os bloqueios na esplanada e foram em direção aos prédios dos três poderes. Os atos de depreciação incluíram vidraças e móveis quebrados, obras de arte e objetos históricos vandalizados, gabinetes invadidos e documentos e armas roubados. 

Na tentativa de conter os manifestantes, a polícia usou sprays de pimenta e bombas de efeito moral. Já houve a prisão de mais de 400 pessoas, e policiais foram agredidos. 

Leia Também: Acesso a armas e munições: Oposição apresenta projeto para suspender ato

Continua após a publicidade

Passo a passo da invasão

As 13hrs, os manifestantes que estavam reunidos em frente ao quartel-general do Exército, começam a se deslocar em direção à Praça dos Três Poderes, que receberam escolta da PM.

As 14:30hrs, os manifestantes furaram o bloqueio montado pela PM-DF, neste momento a invasão começa a ganhar proporção, onde o grupo começa a subir a rampa do Congresso e acessar o Salão Verde.

As 15:10hrs, os grupos se dividiram e parte começou a ir em direção ao Planalto, parte do grupo consegue ter acesso sede do Executivo pela entrada do térreo e sobem a rampa.

As 15:20hrs, o grupo se aglomera na região do Planalto e destrói patrimônios históricos

Continua após a publicidade

As 15:40hrs, acessaram o prédio do Supremo Tribunal Federal e o plenário onde destruíram mesas e cadeiras

As 17:55hrs, presidente Lula anuncia intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal

As 18hrs, mais de cem pessoas foram presas pela PM

As 18:20hrs, o STF e o Palácio do Planalto foram tomados pela polícia

As 19 hrs, os prédios dos três poderem foram isolados

Leia Também: Planejamento: Tebet assume pasta e diz que pobres terão prioridade 

Intervenção na segurança do DF

Durante a invasão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinou um decreto de intervenção federal na segurança do Distrito Federal, com previsão de durar até o dia 31 de janeiro.

Ricardo Capelli, secretário-executivo do Ministério da Justiça, afirma que o objetivo da intervenção é pôr "termo a grave comprometimento da ordem pública no Estado no Distrito Federal".

Ele ressalta que a manifestação foi marcada por "atos de violência e invasão a prédios públicos". Durante a invasão, Lula estava em Araraquara, interior de São Paulo.

Em uma coletiva de imprensa, o presidente afirmou que os terroristas antidemocraticos terão "punição exemplar". Ele ressaltou que caso tenha havido omissão de alguém do governo federal também será punido.

Lula também destacou que houve "incompetência, má vontade ou má-fé das pessoas que cuidam da segurança pública do DF". Lula destaca que os policiais, guiaram as pessoas na caminhada até a praça dos Três Poderes.

Ele afirma que esses policiais não ficaram impunes e não são de confiança da sociedade brasileira. Durante os atos, alguns policiais foram vistos tirando fotos, com os manifestantes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
17°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 27°

17° Sensação
2.67km/h Vento
86% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h24 Nascer do sol
05h58 Pôr do sol
Seg 27° 17°
Ter 28° 20°
Qua 29° 21°
Qui 29° 18°
Sex 29° 17°
Atualizado às 07h07
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,20 +0,00%
Euro
R$ 5,55 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 358,413,92 +0,94%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%