18°C 28°C
Uberlândia, MG

Volta do Minha Casa, Minha Vida. Veja como será o retorno do programa

Volta do Minha Casa, Minha Vida. Veja como será o retorno do programa

15/02/2023 às 15h11 Atualizada em 15/02/2023 às 18h11
Por: Lucas Machado
Compartilhe:
Foto: Joédson Alves / Agência Brasil
Foto: Joédson Alves / Agência Brasil

No último dia 14 de fevereiro, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva assinou a medida provisória que estabelece o retorno do Minha Casa, Minha Vida, programa habitacional que subsidia a aquisição da casa própria para famílias brasileiras de baixa renda. 

Continua após a publicidade

A MP foi assinada pelo gestor no município de Santo Amaro, localizado na Bahia. Além da volta do programa, no mesmo ato foram entregues 684 casas, simultaneamente,  na referida cidade em que o retorno foi confirmado, e nos municípios de Contagem (MG), João Pessoa (PB), Lauro de Freitas (BA) e  Aparecida de Goiânia (GO).

De acordo com informações do governo, os imóveis já entregues na retomada do programa habitacional, estavam com 96% das obras prontas desde 2016, e foram definitivamente concluídos nos últimos 45 dias. 

Sobre o Minha Casa, Minha Vida

O programa habitacional foi desenvolvido ainda 2009, e desde sua criação até o ano de 2016, foram cerca de 4,2 milhões de residências próprias subsidiadas a parcela de baixa renda da população. Em suma, o benefício facilita o acesso ao imóvel para famílias que dificilmente teriam condições financeiras de fazer a aquisição, em condições normais. 

Na vigência da última gestão referente ao governo Bolsonaro, o programa foi substituído pelo Casa Verde e Amarela, suspenso em 2021 devido a problemas orçamentários. 

Continua após a publicidade

Contudo, ao que tudo indica, o programa volta com mais recursos em 2023. Segundo o ministro das cidades da nova gestão, Jader Barbalho Filho, o Minha Casa Minha Vida, será prioridade da sua pasta. Além disso, com a assinatura da MP, a estimativa é que, logo, a volta do programa vire lei e se estabeleça definitivamente. 

Como será o programa em 2023

De acordo com as pretensões do governo atual, a ideia é conceder os subsídios prioritariamente às famílias mais vulneráveis financeiramente. Além de ampliar o grupo de brasileiros que poderão ser incluídos no programa.  

Em suma, o Minha Casa Minha Vida será destinado a famílias com renda bruta mensal de até R$ 8 mil, entretanto, esse límite sobe para R$ 96 mil para residentes de áreas rurais. Além disso, o governo já informou que pretende subsidiar a faixa de renda mais baixa, de famílias que ganham até R$ 2.640. Para este grupo, o poder público pode arcar com até 95% do valor do imóvel. 

Segundo o portal do gov.br, as faixas de renda do Minha Casa Minha vida, funcionam da seguinte forma: 

Continua após a publicidade

Para residentes da área urbana 

  • Faixa Urbano 1 - renda bruta familiar mensal até R$ 2.640; 
  • Faixa Urbano 2 - renda bruta familiar mensal de R$ 2.640,01 a R$ 4.400;
  • Faixa Urbano 3 - renda bruta familiar mensal de R$ 4.400,01 a R$ 8.000. 

Para residentes da área rural 

  • Faixa Rural 1 - renda bruta familiar anual até R$ 31.680
  • Faixa Rural 2 - renda bruta familiar anual de R$ 31.680,01 até R$ 52.800 e
  • Faixa Rural 3 - renda bruta familiar anual de R$ 52.800,01 até R$ 96.000

Em 2023, o governo deve destinar cerca de R$ 9,5 bilhões para as ações do programa. Em suma, os recursos serão oriundos do orçamento dos cofres públicos e de fundos de habitação, a exemplo do FGTS. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
26°
Parcialmente nublado

Mín. 18° Máx. 28°

27° Sensação
1.54km/h Vento
61% Umidade
75% (0.69mm) Chance de chuva
06h24 Nascer do sol
05h59 Pôr do sol
Sáb 28° 19°
Dom 27° 20°
Seg 28° 20°
Ter 29° 21°
Qua 29° 18°
Atualizado às 18h46
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,20 -0,79%
Euro
R$ 5,55 -0,54%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 354,886,02 +1,40%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%