13°C 27°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Homens brasileiros estão mais atentos à moda, e mercado cresce!

Homens brasileiros estão mais atentos à moda, e mercado cresce!

23/02/2023 às 14h54 Atualizada em 23/02/2023 às 17h54
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A indústria da moda é um negócio lucrativo que movimenta bilhões de dólares em todo o mundo. Nos últimos anos, o nicho de moda masculina tem ganhado mais destaque no mercado, fortalecendo a produção de vestuário e acessórios para homens. De acordo com dados do último ano, o aumento da participação da moda masculina na indústria pode ser observado em vários países, inclusive no Brasil.

Continua após a publicidade

Confira mais detalhes do que faz a moda masculina estar em expansão e quais são as expectativas de empreendedores que trabalham na área. Especialistas apontam para novos comportamentos.

A expansão do mercado global de moda masculina é uma tendência há vários anos. Ao detectar o cenário favorável ao desenvolvimento da área, o Sebrae passou a estudar e acompanhar de perto sua evolução. Em 2021, a instituição elaborou um relatório dedicado exclusivamente ao tema, no qual divulga os dados de participação do ramo dentro da indústria de moda brasileira, seu faturamento e perfil do público-alvo.

Segundo a pesquisa divulgada pelo órgão, o setor de moda masculina chegou a faturar 489 bilhões de dólares em todo o mundo em 2020. No Brasil, esse nicho teve uma taxa de participação de 33% do faturamento da indústria da moda nacional, com a movimentação de 13,2 bilhões de dólares no período, o que corresponde a aproximadamente 70 bilhões de reais.

Ainda segundo estimativas do Sebrae, é esperado que a receita do ramo tenha crescimento de até 44%, ultrapassando a marca de 705 bilhões de dólares em todo o mundo em 2026. Caso o Brasil acompanhe essa taxa de crescimento, o setor pode movimentar mais de 20 bilhões de dólares, o equivalente a aproximadamente 100 bilhões de reais.

Continua após a publicidade

Atualmente, o Brasil ocupa a 8ª posição no ranking de mercados mais fortes para a indústria de vestuário e acessórios masculinos. Além do panorama benéfico à expansão do setor, a pandemia provocou mudanças no comportamento dos consumidores, que passaram a comprar mais através do e-commerce. 

O conforto é a principal característica que homens consideram na hora de comprar roupas, sem deixar de lado a estética. O relatório destaca que o estilo streetwear costuma prevalecer, mas as roupas básicas e as esportivas também são bastante procuradas. As camisas polo de manga curta são as favoritas entre as peças de vestuário, enquanto os relógios destacam-se entre os acessórios.

Esses itens são bem versáteis e ressaltam a preferência por peças fáceis de serem combinadas no dia a dia. A camisa polo, por exemplo, vai bem com uma calça jeans e um tênis Vans masculino para um look mais casual, como um passeio pelo shopping, ou calça social e sapato de couro para eventos mais formais, como um casamento.

Leia também: Confira Dicas De Fotografia Para Vender Roupas Na Internet

Continua após a publicidade

A indústria da moda, além disso, não caminha sozinha, e o ramo da beleza também se expande. Nos últimos anos, aumentou-se o cuidado com barba, cabelo e pele, com o desenvolvimento de novos produtos voltados para o público masculino. Segundo a Minds & Hearts, em um estudo que entrevistou 414 homens, 45% dos indivíduos relataram que buscam se informar a respeito de novidades sobre o mundo da beleza.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
25°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 27°

24° Sensação
3.6km/h Vento
31% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h44 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Qua 28° 15°
Qui 29° 16°
Sex 29° 16°
Sáb 29° 17°
Dom 31° 17°
Atualizado às 18h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,34%
Euro
R$ 5,84 +0,42%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,12%
Bitcoin
R$ 376,051,52 -2,01%
Ibovespa
119,630,44 pts 0.41%
Publicidade
Publicidade