17°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Saiba quais são os princípios da contabilidade

Saiba quais são os princípios da contabilidade

30/03/2023 às 16h52 Atualizada em 30/03/2023 às 19h52
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os princípios da contabilidade são um conjunto de normas e diretrizes que orientam o registro, a análise e a apresentação das informações financeiras de uma organização.

Continua após a publicidade

Esses princípios são aplicados pelos contadores para garantir que as demonstrações contábeis sejam precisas, confiáveis e relevantes para os usuários da informação financeira.

Entre os princípios da contabilidade, destacam-se:

Entidade

O princípio da entidade é um dos princípios fundamentais da contabilidade, que estabelece que a entidade contábil deve ser tratada como uma unidade separada e distinta dos seus proprietários, acionistas, sócios ou quaisquer outros indivíduos ou entidades.

Isso significa que todas as transações financeiras e contábeis devem ser registradas e relatadas levando em consideração somente as atividades da entidade, sem misturá-las com as finanças pessoais dos seus proprietários ou gestores.

Continua após a publicidade

Esse princípio é importante para garantir que as informações financeiras da entidade sejam precisas, confiáveis e relevantes, permitindo que os usuários das demonstrações contábeis tomem decisões informadas e baseadas em fatos.

Leia Também: GESTÃO ORÇAMENTÁRIA: Confira Quais São Os Conceitos Básicos Do Orçamento

Continuidade

O princípio da continuidade é um dos princípios fundamentais da contabilidade. Ele estabelece que uma entidade deve ser considerada como uma unidade em funcionamento contínuo, ou seja, presume-se que a empresa continuará suas operações no futuro e, portanto, deve-se levar em conta esse fato na preparação das demonstrações financeiras.

Isso significa que os ativos e passivos da empresa devem ser avaliados com base no valor de uso e não no valor de venda imediato.

Continua após a publicidade

Por exemplo, uma máquina pode ter um valor de mercado inferior ao seu valor de uso para a empresa, devido à sua importância para a continuidade das operações.

Além disso, o princípio da continuidade orienta que as demonstrações financeiras devem ser preparadas com base no pressuposto de que a empresa continuará em operação por um período indefinido de tempo, a menos que haja evidências em contrário.

Isso significa que os ativos e passivos devem ser classificados como circulantes ou não circulantes com base na expectativa de sua realização ou liquidação em um horizonte de tempo superior a um ano.

Leia Também: FUTURO! Os Contadores Vão Entrar Em Extinção?

Oportunidade

O Princípio da Oportunidade é um dos princípios fundamentais da contabilidade. Esse princípio estabelece que as informações contábeis devem ser registradas e apresentadas de forma tempestiva, ou seja, no momento em que ocorrem, para que possam ser úteis para a tomada de decisões pelos usuários da informação contábil.

O princípio da oportunidade exige que as informações sejam registradas com base em evidências confiáveis e relevantes, mas também que sejam registradas assim que possível, sem atrasos desnecessários. Isso significa que as informações contábeis devem ser atualizadas com frequência, a fim de refletir as mudanças e eventos que ocorrem na entidade.

Por exemplo, se uma empresa vendeu um produto ou serviço, o registro da venda deve ser feito imediatamente, mesmo que o pagamento ainda não tenha sido recebido.

Da mesma forma, se uma empresa incorreu em uma despesa, ela deve ser registrada assim que ocorrer, independentemente de quando será efetivamente paga.

Leia Também: Contabilidade para não contadores

Registro pelo Valor Original

O princípio do Registro pelo Valor Original é um dos princípios contábeis fundamentais que orientam a prática contábil.

Esse princípio estabelece que os ativos e passivos devem ser registrados contabilmente pelo seu valor original, ou seja, pelo valor pelo qual foram adquiridos ou incorridos inicialmente.

De acordo com esse princípio, os ativos devem ser registrados pelo valor que a empresa pagou por eles na data da aquisição.

Da mesma forma, os passivos devem ser registrados pelo valor que a empresa incorreu quando assumiu a obrigação.

Isso significa que os ativos e passivos não devem ser registrados pelo seu valor de mercado atual, mas sim pelo valor original.

Se os ativos e passivos fossem registrados pelo valor de mercado atual, os usuários poderiam ficar confusos sobre o verdadeiro valor da empresa e suas obrigações.

É importante notar que o princípio do Registro pelo Valor Original não significa que os ativos e passivos permanecem com o mesmo valor ao longo do tempo.

Os ativos podem se valorizar ou desvalorizar com o tempo, e os passivos podem ser ajustados de acordo com o seu valor atualizado.

Leia também: Economia Empresarial Para Estudantes

Competência

O princípio da competência estabelece que as receitas e despesas devem ser reconhecidas no momento em que são incorridas, independentemente do momento em que o dinheiro é recebido ou pago.

Isso significa que a contabilidade deve refletir a verdadeira situação financeira da empresa em determinado momento, considerando todas as transações relevantes que ocorreram até aquele ponto.

O princípio da competência exige que as receitas sejam registradas quando a empresa as ganha, mesmo que o dinheiro ainda não tenha sido recebido.

Da mesma forma, as despesas devem ser registradas quando incorridas, mesmo que o pagamento ainda não tenha sido feito.

O objetivo desse princípio é garantir que a contabilidade forneça informações precisas e confiáveis sobre a situação financeira da empresa, permitindo que os gestores tomem decisões informadas.

Leia Também: Ciências Contábeis: Saiba Quais As Área De Atuação De Um Contador

Prudência

O Princípio da Prudência é um dos princípios contábeis fundamentais que guiam a elaboração e apresentação das demonstrações financeiras de uma empresa.

Esse princípio determina que os registros contábeis devem ser feitos de forma prudente e conservadora, a fim de evitar a superestimação dos resultados e a subestimação dos passivos e obrigações da empresa.

Na prática, o Princípio da Prudência significa que as empresas devem sempre considerar a possibilidade de perdas e riscos em suas transações e ativos, e reconhecê-los imediatamente em suas demonstrações financeiras, mesmo que ainda não tenham ocorrido efetivamente.

Isso ajuda a garantir que as demonstrações financeiras reflitam a realidade econômica da empresa, ao invés de apresentarem uma imagem distorcida e otimista da situação financeira.

Em resumo, o Princípio da Prudência exige que as empresas adotem uma abordagem cautelosa e realista em suas práticas contábeis, a fim de garantir a transparência e a confiabilidade de suas demonstrações financeiras.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
28°
Tempo limpo

Mín. 17° Máx. 30°

27° Sensação
4.63km/h Vento
34% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h35 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Qua 29° 15°
Qui 29° 16°
Sex 30° 18°
Sáb 30° 17°
Dom 30° 16°
Atualizado às 17h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,37%
Euro
R$ 5,56 +0,37%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,91%
Bitcoin
R$ 379,197,05 +0,82%
Ibovespa
127,411,55 pts -0.27%
Publicidade
Publicidade