19°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade
Anúncio

Aprovada a divulgação de informações sobre obras públicas em aplicativos de geolocalização

Aprovada a divulgação de informações sobre obras públicas em aplicativos de geolocalização

22/06/2023 às 14h36 Atualizada em 22/06/2023 às 17h36
Por: Gabriel Dau
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou projeto que obriga a administração pública a divulgar um código com as coordenadas geográficas de obras públicas a fim de facilitar o monitoramento e a fiscalização do empreendimento pela sociedade (PLP 191/19).

Continua após a publicidade

A proposta, que altera a Lei de Responsabilidade Fiscal, exige que o código seja divulgado em formato aberto para ser usado por aplicativos como Waze, Google Maps e outros. A matéria segue para análise do Plenário.

Leia também: O Impacto Das Plataformas De Aplicativos No Mercado De Trabalho

A CCJ aprovou a constitucionalidade tanto do projeto original como do substitutivo aprovado na Comissão de Finanças e Tributação (CFT). O relator, deputado Victor Linhalis (Pode-ES), considerou que "a matéria inova o ordenamento jurídico e respeita os princípios gerais do Direito". Ele apenas renumerou os artigos para adequação da técnica legislativa.

O autor do projeto, deputado João Maia (PL-RN), destaca que o objetivo da medida é permitir que o cidadão, ao transitar por uma via pública, veja na tela do celular um alerta informando, por exemplo, o nome da empresa responsável pelo empreendimento, o valor a ser gasto, as datas de início e de conclusão, e contatos do órgão de fiscalização.

Continua após a publicidade

“O cidadão pode, então, conferir o valor que foi liberado, quem é o responsável pela obra, verificar se a obra existe, se está sendo executada a contento e, se for o caso, interagir com os órgãos de controle interno ou externo ao perceber alguma falha na execução”, diz o autor.

Substitutivo

Na CFT, o então deputado Felipe Rigoni optou por um substitutivo para melhor adaptar a proposta à Lei de Responsabilidade Fiscal. Entre as mudanças aprovadas, o texto delega à lei de diretrizes orçamentárias, em cada esfera de governo, a competência para selecionar e definir as obras que de fato precisarão ser monitoradas.

Leia também: Minas Gerais Inicia Prova De Vida Digital Por Meio Do Aplicativo Gov.Br

O novo texto também torna opcional a adoção da ferramenta por municípios com população inferior a 300 mil habitantes. O projeto original previa a faculdade a municípios com menos de 500 mil habitantes.

Continua após a publicidade

A proposta exclui do texto original a menção ao nome do parlamentar autor de emenda associada a obra ou investimento público. A intenção é evitar a promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
27°
Parcialmente nublado

Mín. 19° Máx. 28°

28° Sensação
5.9km/h Vento
56% Umidade
1% (0mm) Chance de chuva
06h23 Nascer do sol
06h02 Pôr do sol
Ter 28° 19°
Qua 29° 20°
Qui 27° 20°
Sex 26° 18°
Sáb 28° 19°
Atualizado às 12h09
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,19 +1,32%
Euro
R$ 5,52 +1,05%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,24%
Bitcoin
R$ 353,776,44 -3,85%
Ibovespa
125,850,88 pts -0.08%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio