15°C 29°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Planejamento Tributário Para Uma Startup Inteligente

Planejamento Tributário Para Uma Startup Inteligente

07/07/2023 às 15h11 Atualizada em 07/07/2023 às 18h11
Por: Bia Montes
Compartilhe:
Imagem: @ aleksandarlittlewolf / freepik
Imagem: @ aleksandarlittlewolf / freepik

As startups vivem seu melhor momento. Empresas com um perfil mais jovial e descolado

O planejamento tributário reúne uma série de ações que ajudam a sua empresa a se tornar mais rentável e lucrativa. Isso pode ser feito sem necessidade de novos grandes investimentos, apenas fazendo alterações e escolhas mais inteligentes para seu negócio.

Continua após a publicidade

Se manter competitivo no mercado é um grande desafio. No entanto, isso fica mais fácil quando você utiliza um bom plano a seu favor. É justamente sobre isso que falaremos nesse conteúdo, incluindo algumas dicas de como criar e implantar o seu planejamento tributário.

Planejamento tributário para startups

As startups vivem seu melhor momento. Empresas com um perfil mais jovial e descolado, que conseguem escalonar suas atividades são muito interessantes, especialmente em um cenário incerto e desafiador.

No entanto, esse modelo de negócio requer uma grande organização. É isso que faz do planejamento tributário algo tão importante para startups.

Continua após a publicidade

Afinal, com ele a empresa reduz os custos de suas operações, aumenta a rentabilidade do negócio e consequentemente eleva a sua competitividade no mercado. Tudo isso sem necessariamente fazer novos investimentos expressivos.

Leia também: A Relevância Da Contabilidade Para Startups E Empresas De Tecnologia

O planejamento tributário tem o poder de se adequar as demandas de cada empresa. É uma estratégia que consegue se mostrar eficaz e inteligente até mesmo para negócios que acabaram de levantar suas portas.

Como ocorre a tributação:

Continua após a publicidade

Do ponto de vista jurídico não há diferenças na tributação de uma startup com relação a outros modelos de empresas. Ou seja, logo após abrir a empresa o já começam as cobranças dos custos de seu funcionamento.

Passos para criar um planejamento tributário eficiente

O planejamento tributário tem o potencial de se adaptar às necessidades e demandas de cada empresa. Portanto, não existe uma receita pronta que funciona para qualquer negócio.

Porém, existem dicas aplicáveis em diversas situações.

Descubra o melhor regime tributário;

Uma das primeiras coisas que uma pessoa precisa fazer ao abrir uma empresa é escolher o regime tributário ao qual o negócio responderá. Isso basicamente define as alíquotas para cálculo dos impostos e como esses valores serão pagos.

Leia também: Dicas Para Transição De Carreira Para A Área De Tecnologia

No Brasil as empresas podem optar por três diferentes regimes. São eles:

  • Simples Nacional: o mais adequado para micro e pequenas empresas. O Simples Nacional, como o próprio nome sugere, tem uma cobrança simplificada que é feita mediante uma DAS, uma guia mensal.
  • Lucro Real: no Lucro Real os valores de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) são apurados em cima do que a empresa realmente ganhou, excluindo suas despesas.
  • Lucro Presumido: nesse caso o valor dos tributos é presumido pela receita Federal, que calcula um percentual considerando a possibilidade de lucro da empresa.

A escolha do regime é parte fundamental de um bom planejamento tributário. Essa escolha impacta diretamente nos impostos pagos pela empresa e forma como eles são arrecadados.

Conheça o fator gerador:

Em uma empresa existem diferentes ações que podem ser geradoras de impostos. Uma das formas de diminuir os custos empresariais e identificando e alterando isso.

Alguns fatores geradores de impostos que podemos destacar são:

  • Compra e venda de produtos;
  • Pró-labore.

Conhecendo o que gera o imposto fica mais fácil se planejar para arcar com essas obrigações ou mesmo negociar datas que sejam mais interessantes para a empresa, evitando dívidas e inadimplência.

Incentivos e benefícios para startups

As startups recebem benefícios e incentivos do governo. São alternativas para reduzir os valores de impostos e tornar a empresa mais lucrativa.

Essas políticas públicas permitem que o empresário reduza a carga tributária de forma legal. Ademais, isso ajuda a empresa a ter mais dinheiro para investir em crescimento e ganho de mercado.

Imagem: cottonbro studio / freepik

Como funcionam os incentivos fiscais?

A ideia central dos incentivos fiscais é justamente impulsionar as empresas enquanto gera benefícios para a sociedade. E tudo isso de forma bem simples.

A empresa destina parte de seus impostos para projetos que possuem algum objetivo voltado para esportes, cultura ou lazer. São projetos que beneficiam a sociedade ou promovem bem-estar.

Com isso, é possível obter abatimento em outros impostos e em alguns casos até a isenção. Além disso, vale lembrar que a marca aparece associada ao projeto que incentivou, o que significa marketing positivo gratuito.

A importância do planejamento tributário

O planejamento tributário de uma empresa é um alicerce fundamental para seu sucesso. Isso independe do segmento ou nicho em que o negócio está inserido. Existem diversas vantagens associadas a isso.

Consiga mais investidores:

Uma empresa, com maior organização de seus tributos consequentemente atrai mais investidores. Afinal, quem deseja injetar dinheiro em um negócio precisa ter segurança e confiança na marca.

O planejamento tributário reduz inadimplências e atrasos e diminui os riscos empresariais no que diz respeito ao Fisco e Receita Federal. Isso torna a empresa muito mais interessante par quem deseja investir.

Leia também: 6 Livros Essenciais Para Profissionais De Tecnologia!

Antecipação de problemas:

Outro ponto que merece destaque é que esse planejamento por si só contribui para antecipar problemas e propor soluções. Afinal, isso evita rombos e dívidas que colocam o seu negócio em risco e comprometem a empresa.

Principais erros em um planejamento tributário

Um bom planejamento tributário deve se valer de dados seguros e confiáveis para pautar suas estratégias. No entanto, existem alguns erros que precisam ser evitados.

  • Erro na escolha de regime de tributação;
  • Não identificação de impostos devidos;
  • Falta de monitoramento e registros do ano-calendário;

Além de todos esses pontos, é de suma importância acompanhar as mudanças de sua empresa. Afinal, o aumento do faturamento gera o desenquadramento no regime tributário. Quando isso acontece é importante buscar um novo regime.

Ademais, o planejamento tributário é um importante aliado para empresas. Através dele é possível ter mais controle fiscal e tributário e maior credibilidade no mercado. Por isso essa é uma estratégia que merece atenção.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
23°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 29°

23° Sensação
7.2km/h Vento
56% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h36 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Sex 30° 17°
Sáb 30° 18°
Dom 30° 16°
Seg 30° 18°
Ter 26° 15°
Atualizado às 11h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,15 0,00%
Euro
R$ 5,58 +0,02%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,20%
Bitcoin
R$ 371,140,80 -1,85%
Ibovespa
124,747,20 pts -0.72%
Publicidade
Publicidade