15°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Estresse X Burnout: Qual a diferença?

Estresse X Burnout: Qual a diferença?

11/07/2023 às 09h44 Atualizada em 11/07/2023 às 12h44
Por: Esther Vasconcelos
Compartilhe:
Imagem: @YuriArcursPeopleimages / freepik
Imagem: @YuriArcursPeopleimages / freepik

O estresse e o burnout são termos frequentemente usados para descrever condições relacionadas ao estresse prolongado e ao trabalho excessivo.

Embora os dois conceitos estejam interligados, eles se referem a aspectos diferentes da experiência.

Vamos descobrir agora qual a diferença entre o estresse e o burnout.

O que é Burnout?

Burnout é uma síndrome psicológica caracterizada por um estado de exaustão física, emocional e mental resultante de um estresse crônico relacionado ao trabalho.

É uma resposta prolongada e inadequada ao estresse ocupacional constante, que pode ocorrer em várias profissões e setores.

O burnout geralmente é causado por uma combinação de fatores, incluindo alta carga de trabalho, pressão constante, falta de controle sobre as tarefas, falta de apoio no ambiente de trabalho, conflitos interpessoais e desequilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Pessoas que são muito dedicadas ao trabalho e têm dificuldade em estabelecer limites saudáveis são mais propensas a desenvolver burnout.

Os principais sintomas do burnout incluem esgotamento emocional, despersonalização e diminuição da realização pessoal.

Estresse X Burnout

Embora o estresse e o burnout tenham semelhanças, é fundamental entender suas diferenças significativas.

No caso do burnout, o ambiente de trabalho em si já causa ansiedade e um profundo esgotamento, levando a crises na maioria dos pacientes.

O esgotamento mental e físico do burnout ocorre em etapas. Primeiro, o paciente experimenta uma queda drástica no desempenho e começa a duvidar de suas próprias habilidades, o que resulta em uma sensação extrema de desmotivação.

Em seguida, a agressividade se manifesta, o que contribui para a liberação de hormônios durante episódios de raiva, como o cortisol produzido nas suprarrenais.

Esse processo bioquímico aumenta o risco de diabetes, doenças cardíacas, doenças autoimunes, crises de pânico e depressão. Por fim, chega-se ao esgotamento total.

Já o estresse é uma resposta a situações vivenciadas na vida humana e não se restringe apenas ao ambiente de trabalho, como acontece com o burnout.

Embora o estresse possa ser o principal fator desencadeante da síndrome de burnout, não é a mesma coisa em si.

Leia Também: Síndrome De Burnout: Conheça As Principais Causas Da Doença

Como lidar com o estresse no trabalho?

Lidar com o estresse no trabalho é essencial para manter uma boa saúde física e mental. Aqui estão algumas estratégias que podem ajudar:

Identifique as fontes de estresse: Observe quais aspectos do seu trabalho estão causando estresse. Pode ser uma carga excessiva de tarefas, prazos apertados, conflitos interpessoais ou falta de controle sobre seu trabalho. Compreender as fontes específicas do estresse pode ajudar a desenvolver estratégias adequadas.

Estabeleça limites saudáveis: Defina limites claros entre o trabalho e a vida pessoal. Reserve tempo para atividades de lazer, relaxamento e tempo com a família e amigos. Evite levar trabalho para casa sempre que possível.

Pratique a gestão do tempo: Organize suas tarefas e priorize suas responsabilidades. Faça uma lista de tarefas e concentre-se nas atividades mais importantes. Aprenda a delegar quando necessário e evite a sobrecarga de trabalho.

Busque apoio: Compartilhe suas preocupações com colegas de confiança ou um supervisor, se possível. Ter um sistema de apoio no trabalho pode ajudar a aliviar o estresse e fornecer perspectivas e sugestões úteis.

Estabeleça limites e aprenda a dizer "não": Saiba quando é necessário estabelecer limites e aprender a dizer "não" a tarefas extras que possam sobrecarregá-lo. Aprender a priorizar suas necessidades e proteger seu tempo é fundamental para reduzir o estresse.

Pratique o autocuidado: Dedique tempo para atividades que o façam sentir-se bem, como hobbies, interesses pessoais e tempo para relaxar. Fazer pausas regulares durante o trabalho também é importante para descansar a mente e reduzir o estresse acumulado.

Tratamento para o Burnout

O tratamento da Síndrome de Burnout geralmente envolve psicoterapia como principal abordagem, podendo ser complementado com medicamentos, como antidepressivos e/ou ansiolíticos.

Normalmente, os efeitos do tratamento são observados entre um e três meses, mas a duração pode variar de acordo com cada caso.

Mudanças nas condições de trabalho e nos hábitos e estilos de vida também são aspectos importantes a serem considerados.

A prática regular de atividade física e exercícios de relaxamento são recomendados como parte do tratamento, visando aliviar o estresse e controlar os sintomas da síndrome.

Após o diagnóstico médico, é altamente recomendado que a pessoa tire férias e se envolva em atividades de lazer com pessoas próximas, como amigos, familiares e cônjuges.

É importante destacar que a falta de adesão ao tratamento adequado pode levar a uma piora dos sintomas da Síndrome de Burnout.

Os sinais de piora incluem perda completa de motivação e distúrbios gastrointestinais. Em casos mais graves, a pessoa pode desenvolver uma depressão, o que pode requerer avaliação detalhada e intervenções médicas, podendo até mesmo indicar a necessidade de internação.

Cada caso de Síndrome de Burnout é único, e o tratamento deve ser conduzido por profissionais de saúde qualificados, como médicos e psicoterapeutas, que poderão adaptar as abordagens terapêuticas às necessidades individuais do paciente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
24°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 28°

24° Sensação
2.06km/h Vento
41% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h45 Nascer do sol
05h45 Pôr do sol
Seg 29° 16°
Ter 31° 16°
Qua 31° 17°
Qui 30° 17°
Sex 32° 18°
Atualizado às 19h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 365,721,68 -0,55%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade