15°C 26°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Caixa e Banco do Brasil reduzem juros do consignado e demais modalidades após decisão do BC

Caixa e Banco do Brasil reduzem juros do consignado e demais modalidades após decisão do BC

03/08/2023 às 10h52 Atualizada em 03/08/2023 às 13h52
Por: Gabriel Dau
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de cortar a taxa Selic de 13,75% para 13,25% ao ano, o Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal (CEF) comunicaram redução em suas taxas de juros na última quarta-feira (2).

Continua após a publicidade

Segundo o BB, a redução pode chegar a até 0,10 ponto porcentual ao mês, a depender da modalidade.

Leia também: Posso Suspender Temporariamente O Pagamento Do Consignado?

Entram na redução para pessoas físicas, as linhas de crédito:

  • Consignado;
  • Consignado do INSS;
  • Automático;
  • Benefício (para aposentados);
  • Renovação de empréstimos ;
  • 13º Salário. 

A única taxa que o BB compartilhou foi a do consignado que passará de 1,81% para 1,77% ao mês, na faixa mínima, e de 1,95% para 1,89% ao mês no patamar máximo. Há outras linhas

Continua após a publicidade

Na pessoa jurídica, a  redução será repassada para desconto de títulos, capital de giro, conta garantida e em outros produtos. As reduções variam de acordo com o relacionamento com os clientes e as consultas poderão ser realizadas já no dia 4 por todos os canais de atendimento do BB.

A decisão do BC quebra o ciclo de alta da taxa básica de juros no país, iniciado em março de 2021.

“A queda da taxa de juros no país está apoiada em condições positivas, construídas ao longo de todo o primeiro semestre deste ano. Elas possibilitam crédito mais barato para as famílias e para as empresas – especialmente as MPE – o que nos permite vislumbrar perspectivas de ainda maior dinamismo da economia, com mais crescimento e geração de emprego”, avalia Tarciana Medeiros, presidenta do Banco do Brasil. 

Imagem por @DCStudio / freepik
Imagem por @DCStudio / freepik

Já a Caixa Econômica Federal vai reduzir os juros do crédito consignado do INSS a partir desta quinta-feira (3), informou a instituição com exclusividade ao Estadão/Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. As taxas cairão de 1,74% para a partir de 1,70% ao mês, o que, diz a Caixa, resulta em uma redução de 2,3%.

Continua após a publicidade

Para Rita Serrano, presidenta da Caixa, a redução nas taxas de juros do consignado é o início de um processo para oferecer preços mais justos na concessão do crédito, promovendo a democratização do acesso aos recursos bancários.

Leia também: Cuidado Com O Golpe Da Falsa Portabilidade De Empréstimo Consignado!

“A medida contribui com a organização das finanças dos clientes, em conjunto com as atuais ações vigentes do banco de negociação de dívidas, e para o crescimento da economia do país. Vamos proporcionar aos nossos clientes taxas justas e adequadas à realidade do país, de desenvolvimento e crescimento”, afirma.

A redução realizada é resultado direto do reajuste da taxa Selic, repassando aos clientes as repercussões positivas das adequações da política monetária. Com a diminuição, em um contrato com valor líquido de R$ 10 mil, em 84 meses, o cliente passa a economizar um valor superior ao de uma prestação ao final do pagamento do contrato.

Fonte: InfoMoney

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
17°
Parcialmente nublado

Mín. 15° Máx. 26°

16° Sensação
1.96km/h Vento
63% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h37 Nascer do sol
05h43 Pôr do sol
Qua 27° 13°
Qui 29° 14°
Sex 29° 15°
Sáb 28° 18°
Dom 28° 17°
Atualizado às 02h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,17 +0,03%
Euro
R$ 5,62 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,18%
Bitcoin
R$ 372,009,62 -2,58%
Ibovespa
124,495,68 pts 0.15%
Publicidade
Publicidade