18°C 28°C
Uberlândia, MG

Novo limite de faturamento do MEI já tem data para começar a valer; veja quando

Novo limite de faturamento do MEI já tem data para começar a valer; veja quando

05/09/2023 às 09h38 Atualizada em 05/09/2023 às 12h38
Por: Ricardo
Compartilhe:
Imagem Por fizkes / elements envato / editado por Jornal Contábil
Imagem Por fizkes / elements envato / editado por Jornal Contábil

A flexibilização dos limites de faturamento para profissionais autônomos enquadrados como Microempreendedores Individuais (MEI) está prestes a se tornar uma realidade, com a votação prevista para acontecer ainda neste mês de setembro. Essa potencial mudança, que permitirá quase dobrar o teto de enquadramento, aguarda aprovação do Congresso Nacional.

Continua após a publicidade

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) anunciou que o novo limite anual de faturamento para a categoria pode atingir R$ 144,9 mil. Essa atualização representa não apenas uma oportunidade significativa para os autônomos, mas também uma mudança importante na dinâmica econômica e empresarial do país.

Novo limite de faturamento do MEI

O governo federal, em parceria com parlamentares com ligações no setor de comércio e serviços, está planejando impulsionar um projeto de lei que propõe uma significativa ampliação do limite de faturamento para a categoria de Microempreendedor Individual (MEI) no Brasil, aumentando-o de R$ 81 mil para R$ 144,9 mil. Esta mudança tem o potencial de gerar um aumento de até 20% no número de MEIs no país, de acordo com estimativas da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB).

Enquanto isso, o Grupo de Trabalho do MEI no Fórum Permanente das Microempresas e Pequeno Porte destaca que cerca de 470 mil empresas atualmente registram um faturamento situado entre R$ 81 mil e R$ 144,9 mil. Com a implementação do novo teto, essas empresas poderão se enquadrar na categoria de MEI, representando uma mudança significativa em sua estrutura tributária e regulamentar. Esse movimento pode ter implicações profundas no cenário empresarial brasileiro, abrindo portas para o crescimento e desenvolvimento de pequenos negócios em todo o país.

Leia também | A Partir De Agora TODOS Os MEIs Estão Obrigados A Emitir Notas Fiscais

Continua após a publicidade

Novas alíquotas

O governo também propõe uma nova estrutura de alíquotas para o programa. O MEI que mantém um faturamento de até R$ 81 mil continuará a pagar uma taxa equivalente a 5% do salário mínimo. Por outro lado, para aqueles que têm um faturamento entre R$ 81 mil e R$ 144.912, a contribuição mensal será de R$ 181,14, o que corresponde a 1,5% de R$ 12.076, representando o teto mensal de faturamento proposto.

Além disso, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Mdic) planeja implementar uma "rampa de transição" que oferecerá um período para que o empreendedor se adapte às mudanças tanto em termos tributários quanto operacionais ao fazer a transição de MEI para microempresa.

Para aqueles microempreendedores que excedem o limite de faturamento em até 20%, será concedido um prazo de 180 dias para efetuar as adaptações necessárias. Nesse período, não será obrigatório emitir nota fiscal para todas as vendas, contratar um contador ou realizar modificações na Junta Comercial. Se o faturamento ultrapassar o limite em mais de 20%, as regras atuais de desenquadramento do MEI serão mantidas. No entanto, o governo pretende abolir a retroatividade na transição do regime tributário.

Atualmente, os impostos cobrados são retroativos a partir de janeiro do ano em que ocorre a ultrapassagem do limite. Por exemplo, se um MEI convertido em microempresário ultrapassar o limite em novembro, ele deve recolher tributos sobre todo o ano. A proposta do governo é tornar o pagamento proporcional, permitindo que o MEI se ajuste e faça a transição sem que isso afete negativamente seu empreendimento.

Continua após a publicidade

Leia também | MEI: Conheça todas as linhas de crédito disponíveis para contratação

Quando o novo limite começará a valer

Caso o governo consiga aprovar o novo limite de faturamento anual do MEI em setembro, ou ainda que seja em qualquer período deste ano. O novo teto da categoria terá vigência a partir de janeiro de 2024, dessa maneira, mesmo que a proposta seja aprovada em 2023, a vigência das novas alterações estão previstas para acontecer em 2024.

Dessa maneira, se você é MEI, ainda deverá respeitar o limite de faturamento de R$ 81 mil em 2023, mesmo que a proposta seja aprovada. De modo a evitar quaisquer problemas junto a Receita Federal do Brasil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
29°
Parcialmente nublado

Mín. 18° Máx. 28°

30° Sensação
2.57km/h Vento
51% Umidade
75% (0.69mm) Chance de chuva
06h24 Nascer do sol
05h59 Pôr do sol
Sáb 28° 19°
Dom 27° 20°
Seg 28° 20°
Ter 29° 21°
Qua 29° 18°
Atualizado às 15h29
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,20 -0,79%
Euro
R$ 5,55 -0,58%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 355,002,57 +1,43%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%