18°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade
Anúncio

Oportunidade para 400 Mil Contribuintes na Malha Fina Regularizarem sua Situação com a Receita

Oportunidade para 400 Mil Contribuintes na Malha Fina Regularizarem sua Situação com a Receita

27/09/2023 às 17h58 Atualizada em 27/09/2023 às 20h58
Por: Gabriel Dau
Compartilhe:
Imagem: kitzcorner / freepik
Imagem: kitzcorner / freepik

A Receita Federal vai orientar e incentivar 400 mil contribuintes a autorregularizarem pendências relativas à declaração do Imposto sobre a Renda 2023, ano-base 2022, que ficaram retidas em malha.

Continua após a publicidade

A autorregularização, que acontece por meio do Projeto Cartas, evita procedimentos de fiscalização que implicam incidência de penalidades, como as multas de ofício, reduzindo custos tanto para o contribuinte e quanto para a Receita Federal.

O envio das cartas teve início no dia 25 de setembro e vai até o dia 16 de outubro, segundo a Receita.

Leia também: Receita inicia Projeto Cartas para regularizar IRPF retido na malha fina

Entre março e setembro deste ano, 1.366.778 declarações foram retidas em malha fiscal, o que corresponde a 3,1% do total de declarações recebidas pela Receita Federal em 2023, referente à declaração de Imposto de Renda ano-base 2022. No total, foram 43.481.995 declarações recebidas no IR2023.

Continua após a publicidade

Segundo o Fisco, a seleção dos contribuintes no Projeto Carta está relacionada ao tipo de pendência encontrada na declaração. Por isso, a medida não inclui os 1,3 milhão de CPFs.

“São casos com maior indício de erro na informação declarada pelo contribuinte [e não má fé]. E também baseado no fato de que houve pouco ou nenhum acesso, por parte do contribuinte, ao serviço Meu Imposto de renda”, declarou a Receita ao InfoMoney.

Erros mais comuns

Imagem: wayhomestudio / freepik

Entre os erros mais comuns que podem resultar na retenção da declaração na malha fina, destacam-se os seguintes:

  • não declarar rendimentos recebidos de forma pontual no ano-calendário;
  • não incluir os rendimentos recebidos pelo dependente;
  • não informar todos os rendimentos de aposentadoria, quando titular ou dependente recebem aposentadoria de mais de uma fonte pagadora;
  • errar o valor ou o ano de realização da despesa médica declarada;
  • informar como despesa médica gastos que não podem ser deduzidos como tal; ou
  • informar deduções não admitidas pela legislação no cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Física.

Como saber se caí na malha fina?

O InfoMoney solicitou à Receita um passo a passo para o contribuinte saber se recebeu ou não a notificação relativa ao Projeto Cartas e aguarda um retorno.

Continua após a publicidade

De qualquer maneira, para consultar se caiu na malha fina, as pendências e as orientações para regularização não é necessário que o contribuinte compareça presencialmente à Receita Federal.

Para fazer a consulta, o usuário deve acessar o e-CAC (centro de atendimento da Receita) e selecionar a opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”.

Leia também: Malha Fina Do IR: Como Saber Se Você Caiu E Como Proceder

Depois disso, basta clicar na aba “Processamento” e escolher o item “Pendências de Malha” — onde o contribuinte pode ver se sua declaração está em malha e também verificar qual é o motivo pelo qual ela foi retida.

Outro meio de comunicação da Receita se dá pela “Caixa Postal”, no e-CAC. Para acessá-la, abra a sua página no e-CAC, selecione “Outros” e depois, “Caixa Postal”.

Fonte: InfoMoney

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
25°
Parcialmente nublado

Mín. 18° Máx. 28°

25° Sensação
6.69km/h Vento
65% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h22 Nascer do sol
06h03 Pôr do sol
Seg 28° 20°
Ter 28° 19°
Qua 28° 20°
Qui 26° 20°
Sex 27° 19°
Atualizado às 12h08
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 0,00 %
Euro
R$ 0,00 %
Peso Argentino
R$ 0,00 %
Bitcoin
R$ 0,00 %
Ibovespa
0,00 pts %
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio