15°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Abono PIS/Pasep 2024: Simule quanto você vai receber e os novos prazos

Abono PIS/Pasep 2024: Simule quanto você vai receber e os novos prazos

11/10/2023 às 09h10 Atualizada em 11/10/2023 às 12h10
Por: Ricardo
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Em meio a um cenário de incertezas econômicas e inquietações sociais, a questão do abono salarial do PIS/Pasep para os contribuintes que estiveram ativamente empregados em 2022 tem sido um tópico de intenso debate e especulação. Após a conclusão recente dos desembolsos para o ano-base 2021, muitos se perguntam sobre o que o futuro reserva em termos de assistência financeira. Felizmente, o governo já sinalizou luz verde para os pagamentos de 2024, que serão efetuados em relação ao ano-base 2022.

Continua após a publicidade

Os desembolsos, seguindo uma estrutura organizada e sistemática, serão processados em diferentes lotes. Esta estratégia está alinhada com as categorias de emprego dos receptores, distinguindo-se principalmente entre colaboradores de entidades privadas regidos pela CLT e funcionários públicos. Mantendo-se fiel às práticas anteriores, o cálculo do benefício será baseado em uma proporção do salário mínimo. Especificamente, o salário mínimo será dividido por 12, e o número resultante será multiplicado pela quantidade de meses de serviço prestados no ano referente.

Leia também | Saque Especial Do FGTS Será Liberado Para Trabalhadores Demitidos

Simule quanto vai receber de PIS/Pasep 2024

A metodologia para calcular o abono salarial do PIS/Pasep é relativamente simples, mas crucial para entender o montante que se espera receber. O procedimento começa com a divisão do salário mínimo previsto para o ano de desembolso, que, para 2024, está projetado para ser R$ 1.421, pelo número 12. O valor obtido é então multiplicado pelo total de meses que o indivíduo esteve empregado durante o ano-base 2022. Com a política de reajuste do salário mínimo retomada, este valor de referência representa um aumento significativo para os trabalhadores.

Por exemplo, se um indivíduo trabalhou por apenas um mês, seja em uma corporação privada ou no setor público, o cálculo seria R$ 1.421 dividido por 12, resultando em um valor que é então multiplicado por um (o número de meses trabalhados). Isso totalizaria um pagamento de abono de R$ 118,40. Aqui estão alguns cálculos adicionais, dependendo do número de meses trabalhados:

Continua após a publicidade
  • 2 meses de trabalho resultariam em R$ 237,00;
  • 3 meses, o valor seria de R$ 355,00;
  • Com 4 meses, aumenta para R$ 474,00;
  • 5 meses equivalem a R$ 592,00;
  • 6 meses, o montante seria de R$ 710,00;
  • Trabalhando 7 meses, o indivíduo receberia R$ 829,00;
  • 8 meses acumulariam R$ 880,00;
  • 9 meses contribuiriam com R$ 947,00;
  • 10 meses aumentariam o valor do benefício para R$ 1.184,00;
  • Com 11 meses de trabalho, o valor atinge R$ 1.302,00;
  • E finalmente, com 12 meses completos de trabalho, o benefício total seria igual ao salário mínimo projetado de R$ 1.421,00.

É importante ressaltar que estes valores são estimativas baseadas na previsão do salário mínimo e podem variar de acordo com as diretrizes econômicas finais estabelecidas pelo governo.

Quem tem direito ao abono salarial do PIS/Pasep?

O abono salarial do PIS/Pasep é um benefício concedido a determinados trabalhadores que atendem a critérios específicos estabelecidos por lei. Para estar apto a receber este abono, o trabalhador precisa estar cadastrado no PIS/Pasep por no mínimo cinco anos. Além disso, é imprescindível que ele tenha atuado em atividade remunerada formalmente por pelo menos 30 dias durante o ano-base que é analisado, ganhando, em média, até dois salários mínimos por mês.

Outro ponto crucial é a correta prestação de informações por parte do empregador. A empresa deve ter incluído os dados do empregado de maneira adequada na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), pois é através deste documento que as informações são confirmadas para a liberação do benefício.

Existem recursos disponíveis para os trabalhadores que desejam verificar a sua elegibilidade para o abono. Uma opção é consultar os portais eletrônicos do governo federal ou da Carteira de Trabalho Digital, que fornecem informações detalhadas sobre a situação do benefício. Além disso, os trabalhadores podem recorrer à central de atendimento Alô Trabalhador, através do número 158, que oferece orientação e esclarecimento de dúvidas relacionadas ao PIS/Pasep e outros direitos do trabalhador.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
21°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 28°

21° Sensação
2.06km/h Vento
56% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h43 Nascer do sol
05h43 Pôr do sol
Dom 28° 15°
Seg 28° 14°
Ter 29° 15°
Qua 30° 17°
Qui 30° 17°
Atualizado às 21h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 376,744,26 +0,30%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade