16°C 29°C
Uberlândia, MG
Publicidade

5 modalidades de empréstimo liberadas para o MEI agora em outubro

5 modalidades de empréstimo liberadas para o MEI agora em outubro

19/10/2023 às 14h00 Atualizada em 19/10/2023 às 17h00
Por: Ricardo
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Na jornada empreendedora, o Microempreendedor Individual (MEI) muitas vezes se depara com o desafio de expandir suas atividades comerciais, um passo que pode ser decisivo tanto para empresas nascentes quanto para aquelas que já operam no mercado e aspiram a um crescimento robusto. Nesse cenário, a obtenção de crédito emerge como um recurso primordial para impulsionar o empreendimento, proporcionando o capital necessário para investimentos estratégicos.

Continua após a publicidade

A boa notícia para o MEI é a existência de múltiplas linhas de crédito especialmente desenhadas para atender às suas necessidades específicas, representando oportunidades singulares para você e incontáveis outros empresários que buscam condições favoráveis para financiar seus sonhos. No entanto, uma barreira comum é a falta de conhecimento sobre quais propostas estão ao alcance e como acessá-las.

Pensando em você, MEI, que não se contenta com o status quo e está sempre à procura de vias para elevar seu negócio a patamares mais altos, preparamos este guia esclarecedor. Aqui, mergulharemos a fundo no universo do crédito para microempreendedores individuais, elucidando os caminhos para o acesso, desvendando as alternativas disponíveis no mercado e, ainda, orientando sobre os procedimentos para uma solicitação bem-sucedida. Se o crescimento empresarial está em sua mira, continue lendo e desvende os recursos que podem lançar seu empreendimento em uma trajetória ascendente.

Leia também | MEI Pode Se Aposentar Com Valor Superior A Um Salário Mínimo?

Opções de Financiamento para MEI

Como Microempreendedor Individual (MEI), um leque de opções de crédito se abre para impulsionar sua jornada empresarial. Vamos explorar juntos as alternativas mais relevantes que podem ser a solução para as demandas do seu empreendimento.

Continua após a publicidade

1. Microcrédito Produtivo Orientado

Este modelo de crédito, estruturado para fortalecer os empresários nacionais, inclusive aqueles com restrições no nome, está inserido no contexto do SIM Digital — uma iniciativa para desburocratizar e digitalizar o microcrédito para empreendedores.

Se você atua como MEI e possui no mínimo um ano de atividade formalizada, pode se beneficiar desta modalidade em qualquer filial da Caixa Econômica Federal. Aqui estão os detalhes do programa para MEI:

  • Empréstimos de R$1.500,00 a R$3.000,00, determinados pela sua capacidade de quitação;
  • Juros mensais de 1,99% a 3,60%;
  • Opção de quitação estendida de 18 a 24 meses;
  • Disponibilidade em todas as unidades da CAIXA para solicitação do empréstimo.

2. BNDES

O BNDES Microcrédito libera financiamentos de até R$ 21 mil a microempreendedores formais e informais, o que inclui o MEI.

É importante esclarecer que a contratação da linha de crédito não ocorre diretamente com o BNDES. Isso porque o auxílio prestado ocorre de forma indireta.

Continua após a publicidade

Assim sendo, o financiamento ocorre através dos agentes operadores que são as instituições financeiras credenciadas para realizar o repasse dos recursos para o MEI.

Outro ponto que precisa ser esclarecido é sobre a taxa de juros que não pode ultrapassar 4% ao mês, assim como a cobrança administrativa no ato de abertura do crédito não deve ficar acima de 3% sobre o valor financiado.

Para conseguir contratar a modalidade de crédito através do BNDES, os microempreendedores individuais possuem as seguintes opções:

  • Enviar a solicitação para ter acesso ao crédito por meio do Canal MPME;
  • Presencialmente, buscar o atendimento com o agente operador do BNDES Microcrédito mais próximo de sua cidade/região; e
  • Fazer uma consulta sobre as instituições financeiras que oferecem redes próprias de agentes operadores deste tipo de crédito.

3. Cartão BNDES

Trata-se de um cartão de crédito liberado para que o MEI possa investir no seu negócio, podendo adquirir:

  • Maquinário;
  • Materiais para seu serviço;
  • Insumos.

A grande vantagem é que o cartão conta com financiamento automático em até 48 parcelas fixas. Lembrando que o uso é exclusivo para investir no seu negócio e o limite dependerá do porte da sua empresa, faturamento e também da saúde financeira da empresa.

4. Adiantamento de Recebíveis

Vários bancos e entidades financeiras disponibilizam a alternativa de adiantamento de recebíveis para o MEI, proporcionando a liquidez de valores de vendas futuras, mesmo antes de os clientes efetuarem o pagamento. É importante notar que esse serviço é acompanhado de taxas correspondentes.

Neste contexto, a entidade financeira assume a posição de adiantar uma receita que, embora prevista, tem o risco de inadimplência, o que significa que o montante que você obtém antecipadamente será, naturalmente, inferior ao que receberia na data de quitação original pelo cliente.

Esta modalidade é particularmente útil para quem precisa de capital de giro rápido, seja para quitar compromissos urgentes ou para oportunidades de investimento que requerem ação imediata. No entanto, não é aconselhável como um recurso financeiro rotineiro, dada a diminuição do valor real recebido. Portanto, é imprescindível empregar essa opção de maneira consciente e estratégica, avaliando cuidadosamente a necessidade e os custos envolvidos.

5. Programa CRED+ do Governo para MEI

O Programa Federal de Facilitação para Serviços e Produtos Financeiros a Pequenas Empresas (CRED+) representa uma iniciativa pioneira do Governo Federal, concebida para democratizar e simplificar o acesso dos pequenos negócios a uma gama de soluções financeiras vitais, incluindo empréstimos, cartões corporativos, seguros e oportunidades de investimento.

Para ingressar no universo CRED+, o empreendedor deve inicialmente realizar um cadastro na plataforma Gov.Br. Após essa etapa, o portal do Empreendedor se torna a porta de entrada para expressar as demandas específicas do seu empreendimento e solicitar o acesso aos diversos serviços e produtos financeiros disponíveis.

Uma das grandes vantagens do CRED+ é sua gratuidade, funcionando como uma ponte entre os microempreendedores e as instituições bancárias nacionais, permitindo inclusive a conexão com múltiplos bancos simultaneamente. A facilidade de acesso é um diferencial, com a plataforma estando disponível tanto em versão mobile quanto para computadores, garantindo que os empreendedores possam gerir suas necessidades financeiras de maneira prática e descomplicada.

Dicas para conseguir um empréstimo

Cada instituição bancária e financeira oferece distintas modalidades de crédito, cada uma com suas especificidades. Assim, os empreendedores precisam avaliar cuidadosamente suas demandas e capacidades de reembolso antes de se comprometerem. Aqui vão algumas orientações cruciais para os que buscam obter crédito:

  1. Escolha uma instituição renomada Comece por selecionar um banco ou entidade financeira que tenha boa reputação. Prefira aqueles que são bem-estabelecidos no mercado e consulte plataformas de feedback de consumidores para entender os desafios que outros empreendedores podem ter encontrado com essas instituições.

Não se apresse nesse processo. Uma pesquisa detalhada é essencial. Trocar experiências com outros microempreendedores sobre as linhas de crédito que utilizaram e suas vivências pode ser muito esclarecedor.

  1. Realize simulações Após escolher a instituição e explorar as opções de crédito disponíveis para MEI, é prudente fazer simulações para entender como esses empréstimos podem afetar suas finanças. Se o objetivo é investimento, projete também os possíveis retornos. Por exemplo, se pretende adquirir nova maquinaria, avalie o aumento previsto na produção e como isso pode afetar os lucros do seu negócio.
  2. Prepare sua documentação O próximo passo é organizar todos os documentos requeridos. Embora essa documentação possa variar ligeiramente entre os bancos, geralmente você precisará dos seguintes itens:
  • RG e CPF;
  • Um comprovante atualizado de residência;
  • CNPJ e Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI);
  • Informações da sua conta bancária;
  • Comprovante de localização da sua empresa.

Lembre-se, estar bem preparado e informado é crucial para navegar com sucesso pelo processo de obtenção de crédito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
20°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 29°

20° Sensação
1.54km/h Vento
60% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h34 Nascer do sol
05h45 Pôr do sol
Dom 30° 17°
Seg 30° 17°
Ter 30° 18°
Qua 29° 17°
Qui 31° 17°
Atualizado às 02h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,00%
Euro
R$ 5,56 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 362,254,42 +0,10%
Ibovespa
128,150,71 pts -0.1%
Publicidade
Publicidade