17°C 30°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Salário mínimo de 2024, tem novo valor revelado, veja qual será

Salário mínimo de 2024, tem novo valor revelado, veja qual será

26/10/2023 às 09h52 Atualizada em 26/10/2023 às 12h52
Por: Ricardo
Compartilhe:
Imagem: Luis Lima Jr / freepik
Imagem: Luis Lima Jr / freepik

O projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2024, submetido ao Congresso Nacional pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva, traz consigo uma notícia de relevância para a população brasileira: a perspectiva de um aumento real no reajuste do salário mínimo no próximo ano.

Continua após a publicidade

Embora o texto estabeleça um valor inicial de R$ 1.389 como piso salarial, é importante destacar que o salário mínimo em 2024 poderá ser ainda maior, graças à implementação de uma nova fórmula de reajuste que leva em consideração diversos fatores, incluindo a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) nos 12 meses anteriores e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) consolidado de dois anos anteriores.

Essa medida visa proporcionar uma valorização real do salário mínimo, alinhada com as condições econômicas do país.

Novo valor do salário mínimo de 2024

Foi recentemente anunciada e confirmada a proposta do governo de estabelecer um novo salário mínimo no valor de R$ 1.421 para o ano de 2024. Caso essa significativa alteração seja aprovada, a mudança entrará em vigor a partir do próximo ano, impactando positivamente a vida de milhões de trabalhadores brasileiros.

O valor proposto representa um aumento substancial de R$ 101 em comparação ao atual salário mínimo, que atualmente está fixado em R$ 1.320. Essa decisão foi oficialmente comunicada durante uma entrevista coletiva presidida pela ministra Tebet. Além dela, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), também esteve presente no evento. O foco central da coletiva foi a discussão detalhada do Orçamento de 2024, que já foi encaminhado ao Congresso Nacional para análise e aprovação.

Continua após a publicidade

A proposta de elevar o salário mínimo é um passo significativo em direção ao fortalecimento do poder de compra da população e ao combate às desigualdades socioeconômicas. Ela se baseia em uma série de fatores, incluindo o crescimento econômico do país e a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dos últimos 12 meses, encerrado em novembro do ano anterior. Essa nova fórmula de reajuste visa assegurar que o salário mínimo seja não apenas mantido em seu valor real, mas também aumentado de forma a acompanhar as mudanças econômicas do Brasil.

É importante observar que essa proposta está sujeita à aprovação do Congresso Nacional, onde será discutida e avaliada em detalhes antes de ser promulgada como lei. No entanto, caso seja aprovada, ela representará um avanço significativo em direção a melhores condições de vida para os trabalhadores brasileiros e suas famílias.

Leia também | Renovação Da CNH Deve Deixar De Ser Obrigatória Para Estes Motoristas

Salário mínimo federal x regional

O salário mínimo federal é um parâmetro essencial que estabelece o valor mínimo que um trabalhador pode receber por sua categoria de trabalho, e esse valor não pode ser inferior a nenhum outro. Trata-se de um valor nacionalmente unificado que se aplica a todos os trabalhadores do Brasil, incluindo aqueles que fazem parte da categoria dos empregados domésticos.

Continua após a publicidade

A Constituição Federal de 1988, em seu artigo 7º, inciso IV, garante que o Salário Mínimo é devido tanto aos trabalhadores urbanos quanto aos rurais. Ela também estabelece que o valor do salário mínimo deve ser determinado por lei, passível de reajustes periódicos, e proíbe qualquer vinculação do salário mínimo a outros fins, ressaltando a necessidade de que esse valor seja suficiente para atender às necessidades vitais básicas do trabalhador.

Em contrapartida, o piso salarial estadual pode ser definido com base em diferentes fontes, como leis federais, convenções e acordos coletivos, bem como por meio de leis estaduais, conforme estabelecido pela Constituição Federal e pela Lei Complementar 103 de 2000.

Quando um valor é estipulado por meio de convenção ou acordo coletivo, ele se aplica apenas à categoria de trabalhadores daquela região específica. Isso significa que os empregadores domésticos devem estar atentos ao contratar empregados, uma vez que algumas localidades têm seus próprios pisos salariais.

No Brasil, a categoria dos empregados domésticos apresenta uma variação nos pisos salariais de acordo com o estado ou município. Em estados como Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, o valor do salário mínimo é determinado por legislação própria. Para obter informações sobre os valores específicos em cada estado, é necessário consultar a legislação vigente.

Além disso, em algumas cidades do estado de São Paulo, o piso salarial pode ser definido com base em sindicatos específicos. Para obter informações detalhadas, é aconselhável entrar em contato com o sindicato de sua região.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
17°
Tempo limpo

Mín. 17° Máx. 30°

16° Sensação
2.7km/h Vento
63% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h35 Nascer do sol
05h44 Pôr do sol
Qua 29° 15°
Qui 29° 16°
Sex 30° 18°
Sáb 30° 17°
Dom 30° 16°
Atualizado às 05h06
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,10 +0,01%
Euro
R$ 5,54 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,77%
Bitcoin
R$ 384,822,22 +2,70%
Ibovespa
127,750,92 pts -0.31%
Publicidade
Publicidade