19°C 28°C
Uberlândia, MG

Petrobras deve gerar 1,4 milhão de empregos em 5 anos

Petrobras deve gerar 1,4 milhão de empregos em 5 anos

27/11/2023 às 10h44 Atualizada em 27/11/2023 às 13h44
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
Rio de Janeiro - Sede da Petrobras (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - Sede da Petrobras (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O plano estratégico de investimentos da Petrobras para o período de 2024 a 2028 visa criar 1,4 milhão de empregos, entre diretos e indiretos, representando uma média anual de 280 mil novos postos de trabalho, com a maioria concentrada nas áreas de exploração e produção de petróleo. Essa projeção foi apresentada pelo presidente da estatal, Jean Paul Prates, durante um encontro com jornalistas no Rio de Janeiro, para detalhar o plano aprovado pelo conselho de administração da companhia na última quinta-feira (23).

Continua após a publicidade

Prates enfatizou que o plano de investimentos representa um crescimento de 31% em comparação ao anterior, inicialmente previsto para o período de 2023 a 2027, aprovado durante o último ano do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro. Ele destacou a mudança de direcionamento da empresa, que agora visa explorar novas áreas, repor reservas e manter as atividades de petróleo e gás, enquanto também se volta para o futuro, abrangendo iniciativas sustentáveis, como coprocessamento em refinarias e produção em grande escala de energia renovável para a fabricação de produtos como hidrogênio verde, metanol verde e amônia verde.

Leia também: Desemprego Cai De 8% Para 7,7% No País No 3º Trimestre Do Ano

O plano de revitalização da Petrobras, avaliado em US$ 102 bilhões (cerca de R$ 500 milhões), inclui o retorno aos investimentos em refinarias, com a promessa de transformá-las em parques industriais. Prates assegurou que a empresa não irá mais vender refinarias, mas sim investir nelas. Além disso, a Petrobras retomará a produção de fertilizantes, com planos de reiniciar as operações da Araucária Nitrogenados (Ansa) no Paraná e concluir as obras da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN III) em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul. A previsão é que a Ansa retorne às operações no segundo semestre de 2024.

A estatal também busca parcerias para manter em operação as fábricas de fertilizantes de Sergipe e Bahia, atualmente arrendadas para a Unigel. A intenção é manter as plantas produzindo sob encomenda para a própria estatal por até um ano e, posteriormente, buscar outras formas de funcionamento, como joint ventures ou incorporação.

Continua após a publicidade

Leia também: Procurando emprego?  Empresas abrem mais de 5 mil vagas em diversas áreas

Prates ressaltou que, embora a rentabilidade de projetos isolados, como um poço de pré-sal em comparação com uma fábrica de fertilizantes, possa variar, investir em fertilizantes não significa necessariamente prejuízo. Ele explicou que a entrada no segmento de fertilizantes é essencial para o Brasil, pois é necessário ter produção doméstica, e comercialmente faz sentido dentro do contexto da transição energética, abrindo caminho para o desenvolvimento de produtos como amônia verde e fertilizantes do futuro.

Margem equatorial

Dentro do montante total de US$ 102 bilhões estabelecido no plano estratégico, aproximadamente US$ 7,5 bilhões estão destinados à exploração de novos poços de petróleo, tanto no Brasil quanto no exterior. A Petrobras planeja alocar cerca de US$ 3,1 bilhões na região da Margem Equatorial, uma área marítima que se estende por mais de 2,2 mil quilômetros ao longo da costa, abrangendo desde o Amapá até o Rio Grande do Norte.

A empresa já possui autorização para iniciar as primeiras atividades em parte dessa nova fronteira petrolífera. No entanto, a continuidade dessas operações depende da aprovação do Ibama para explorar áreas consideradas altamente promissoras.

Continua após a publicidade

Joelson Mendes, diretor executivo de Exploração e Produção da estatal, expressou otimismo em relação aos esforços empreendidos até o momento. Ele destacou a disposição da Petrobras em atender a quaisquer exigências técnicas viáveis e ressaltou a importância de explorar uma riqueza significativa nessa região.

Argentina

Jean Paul Prates, presidente da Petrobras, abordou a situação na Argentina, onde o recém-eleito presidente, Javier Milei, anunciou a intenção de vender a empresa estatal de petróleo YPF. Prates avaliou que o cenário ainda está "muito indefinido".

Ele esclareceu que, no momento, não há análises em andamento para aquisição ou investimento. Prates enfatizou que, embora a Petrobras analise diversas oportunidades e ativos, a simples declaração do presidente eleito sobre a venda da YPF não implica uma decisão imediata de compra ou abstenção por parte da empresa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
28°
Parcialmente nublado

Mín. 19° Máx. 28°

29° Sensação
4.26km/h Vento
53% Umidade
16% (0mm) Chance de chuva
06h23 Nascer do sol
06h01 Pôr do sol
Qua 29° 20°
Qui 28° 21°
Sex 27° 19°
Sáb 28° 18°
Dom 28° 21°
Atualizado às 15h08
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,28 +1,84%
Euro
R$ 5,61 +1,76%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,34%
Bitcoin
R$ 353,403,74 +0,53%
Ibovespa
124,388,62 pts -0.75%