18°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade
Anúncio

Atenção: micros e pequenos empreendedores 

Atenção: micros e pequenos empreendedores 

30/11/2023 às 18h59 Atualizada em 30/11/2023 às 21h59
Por: Bia Montes
Compartilhe:
Imagem: freepik
Imagem: freepik

Levantamento aponta que vendas a prazo são significativas na composição do faturamento de negócios de todos os portes, mas são ainda mais relevantes para empreendedores que faturam mais de 10 salários-mínimos por mês.

Continua após a publicidade

Com objetivo de identificar o grau de importância do parcelamento de compras com cartão nas vendas de micro e pequenos empreendedores brasileiros, a SumUp, desenvolveu uma pesquisa exclusiva, realizada entre os dias 7 e 11 de novembro de 2023, na qual ouviu 1.884 clientes de todas as regiões do País.

A pesquisa  

Na pesquisa, 54% dos empreendedores afirmaram que vender parcelado é importante para os seus negócios – dentre esses, 35% ressaltaram que a modalidade é muito importante. Por outro lado, apenas 19% consideraram esse tipo de pagamento nada relevante para seus comércios.

 "Os dados do levantamento mostram como as compras parceladas são importantes para a economia brasileira na totalidade, ao contribuírem para as vendas dos micro e pequenos negócios e democratizam o acesso ao consumo de bens ou serviços mais caros, como, por exemplo, viagens aéreas ou eletroeletrônicos", afirma Evelyn Bueno, Diretora Jurídica da SumUp para a América Latina.

Leia também: Simples Nacional: Vantagens Para Os Micros E Pequenos Empresários

Continua após a publicidade

 A executiva relembra que as entidades que defendem o fim do parcelamento sem juros justificam a mudança por conta dos altos juros do crédito rotativo da população, aplicáveis quando o titular do cartão deixa de pagar a fatura.

"Esse argumento não é justo e nem real. A falta de concorrência no setor financeiro e de educação financeira são a razão para os altos juros que levam ao endividamento. Dificultar ainda mais o acesso ao crédito e diminuir o poder de compra desses consumidores não é a melhor resposta, nem para quem compra, muito menos para quem vende."

Parcelamento

A pesquisa também aponta que 35% dos negócios costumam dividir o pagamento entre três e cinco vezes. Enquanto isso, 29% parcelam mais frequentemente em duas vezes e 13% entre seis e 12 vezes. Apenas 23% dos entrevistados afirmam não receber compras parceladas.

Ainda conforme o estudo, os empreendedores do Sudeste e Nordeste são os que mais consideram o parcelamento relevante para suas vendas. Em ambas as regiões, 56% dos entrevistados dizem ser importante receber pagamentos em cartão desta maneira.

Continua após a publicidade

Leia também: Contabilidade Para Pequenos Negócios: Entenda Sobre Sua Tributação

Os empreendedores da região Nordeste são os que mais parcelam entre seis e 12 vezes (15%), seguidos pelo Sudeste (14%). Enquanto isso, no Sul e no Norte predominam os parcelamentos entre três e cinco vezes, apontados por 42% e 41% dos entrevistados, respectivamente.

O estudo apontou que negócios maiores tendem a vender produtos e serviços em mais prestações, enquanto empreendedores menores focam em pagamentos com poucas parcelas.

Contudo, vale ressaltar que o estudo mostrou que as vendas parceladas são amplamente significantes para o faturamento de negócios de todos os portes, sendo ainda mais relevantes para empreendedores que faturam mais de 10 salários-mínimos por mês (46%).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
20°
Parcialmente nublado

Mín. 18° Máx. 28°

20° Sensação
2.76km/h Vento
81% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h22 Nascer do sol
06h03 Pôr do sol
Seg 28° 20°
Ter 28° 19°
Qua 28° 20°
Qui 26° 20°
Sex 27° 19°
Atualizado às 00h16
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,12 +0,00%
Euro
R$ 5,46 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,10%
Bitcoin
R$ 350,421,27 -3,50%
Ibovespa
125,946,09 pts -1.14%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio