15°C 28°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Valor da cesta básica diminuiu em 15 capitais em 12 meses

Valor da cesta básica diminuiu em 15 capitais em 12 meses

08/01/2024 às 15h51 Atualizada em 08/01/2024 às 18h51
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
Foto: Daniel Medeiros / paraiba.pb.gov.br
Foto: Daniel Medeiros / paraiba.pb.gov.br

O valor da cesta básica apresentou uma redução em 15 capitais durante o ano de 2023. As maiores diminuições acumuladas ao longo dos 12 meses, de dezembro de 2022 a dezembro de 2023, foram observadas em Campo Grande (-6,25%), Belo Horizonte (-5,75%), Vitória (-5,48%), Goiânia (-5,01%) e Natal (-4,84%). Por outro lado, Belém (0,94%) e Porto Alegre (0,12%) registraram taxas positivas acumuladas.

Essas informações são provenientes do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), responsável pela Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos em 17 capitais, realizada mensalmente.

Leia também: Cesta básica, combustível, serviços: Saiba o que muda com reforma tributária

De acordo com o Dieese, a tendência geral foi de redução nos preços dos itens da cesta básica. Esse movimento, aliado à valorização do salário mínimo e à ampliação das políticas de transferência de renda, proporcionou alívio para as famílias brasileiras que, nos últimos anos, enfrentaram aumentos nos preços dos alimentos acima da média da inflação.

O órgão ressalta que questões climáticas, conflitos externos, a desvalorização cambial que impulsiona as exportações e o impacto significativo da demanda externa sobre os preços internos das commodities foram motivos de preocupação em 2023 e podem representar desafios importantes para o ano de 2024.

Leia também: Finanças Pessoais: 3 Aplicativos Para Entrar Com O Pé Direito Em 2024

Comparação mensal

Entre novembro e dezembro de 2023, observou-se um aumento no valor da cesta básica em 13 cidades, destacando-se Brasília (4,67%), Porto Alegre (3,70%), Campo Grande (3,39%) e Goiânia (3,20%). As reduções foram registradas em Recife (-2,35%), Natal (-1,98%), Fortaleza (-1,49%) e João Pessoa (-1,10%).

No último mês de 2023, o maior custo da cesta básica foi identificado em Porto Alegre (R$ 766,53), seguido por São Paulo (R$ 761,01), Florianópolis (R$ 758,50) e Rio de Janeiro (R$ 738,61). Por outro lado, Aracaju (R$ 517,26), Recife (R$ 538,08) e João Pessoa (R$ 542,30) apresentaram os menores valores médios.

Considerando a cesta mais cara, que foi a de Porto Alegre em dezembro, o salário mínimo necessário para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 6.439,62, equivalendo a 4,88 vezes o valor atual do salário mínimo, que é de R$ 1.320,00. Em novembro, esse mínimo necessário correspondeu a R$ 6.294,71 ou 4,77 vezes o piso vigente. Já em dezembro de 2022, atingiu R$ 6.647,63 ou 5,48 vezes o piso então em vigor, que era de R$ 1.212,00.

O Dieese estima esses valores com base na determinação constitucional que visa garantir que o salário mínimo seja suficiente para cobrir despesas essenciais de um trabalhador e sua família, abrangendo alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.

Em dezembro de 2023, o tempo médio necessário para adquirir os produtos da cesta básica foi de 109 horas e três minutos para um trabalhador remunerado pelo salário mínimo. No mês anterior, essa jornada era de 107 horas e 29 minutos. Em dezembro de 2022, a média era de 122 horas e 32 minutos.

Quando se compara o custo da cesta básica com o salário mínimo líquido, descontando a contribuição à Previdência Social, constata-se que, em dezembro de 2023, o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu 53,59% do seu rendimento para adquirir os mesmos produtos, enquanto em novembro esse percentual foi de 52,82%. Em dezembro de 2022, o comprometimento era mais elevado, atingindo 60,22%.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
21°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 28°

20° Sensação
2.57km/h Vento
49% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h45 Nascer do sol
05h45 Pôr do sol
Ter 30° 16°
Qua 30° 17°
Qui 31° 18°
Sex 31° 17°
Sáb 32° 18°
Atualizado às 01h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 358,128,94 -2,61%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade