14°C 25°C
Uberlândia, MG
Publicidade

Tenha cuidado com golpes no saque de precatórios

Tenha cuidado com golpes no saque de precatórios

11/01/2024 às 13h53 Atualizada em 11/01/2024 às 16h53
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
Imagens: freepik / editado por Jornal Contábil
Imagens: freepik / editado por Jornal Contábil

A Justiça Federal iniciou recentemente uma campanha de conscientização para prevenir golpes relacionados ao pagamento de precatórios e requisições de pequeno valor (RPV), após o governo federal quitar aproximadamente R$ 94 bilhões em dívidas judiciais.

Precatórios representam dívidas do poder público que foram definitivamente reconhecidas pela Justiça, sem possibilidade de mais recursos. No final do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou o governo a alocar crédito extraordinário, fora do orçamento da União, para liquidar precatórios pendentes desde 2021.

Esses pagamentos estão sendo conduzidos pelos seis tribunais regionais federais do país, que começaram a transferir os valores neste mês. Dentre as quantias pagas, destaca-se um montante de R$ 27,7 bilhões relacionado a causas vencidas por aposentados e outros beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Leia também: Justiça Libera R$ 27 Bilhões Para Pagar Precatórios A Aposentados!! 

Com a divulgação da liberação desses valores para milhões de pessoas, há um aumento na atividade de golpistas que tentam enganar os beneficiários. Diante disso, o Conselho da Justiça Federal (CJF) lançou uma cartilha para esclarecer o procedimento dos pagamentos.

A cartilha destaca que não há ações a serem tomadas para apressar o pagamento de um precatório e aconselha que os beneficiários evitem contatos com terceiros sobre o assunto, buscando sempre esclarecimentos junto aos advogados responsáveis pela causa.

Outro alerta importante é que não é necessário realizar qualquer pagamento prévio para receber um precatório. Caso haja solicitações de adiantamento de quantias, a orientação é buscar novamente a orientação do advogado.

Leia também: Polícia Civil Alerta Para Meios Utilizadas No ‘Golpe Dos Precatórios’

A cartilha orienta que a única maneira de confirmar se um precatório foi liberado é consultar o andamento do processo que originou o pagamento, utilizando informações como o número do processo, CPF ou nome completo da pessoa envolvida na ação. Os tribunais federais oferecem meios eletrônicos para realizar essa consulta.

Vale ressaltar que nenhum valor é depositado diretamente em contas pessoais. Inicialmente, as quantias a receber são transferidas para uma conta judicial na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil. Posteriormente, o beneficiário pode comparecer à agência bancária para efetuar o saque, apresentando a documentação necessária.

Também é possível receber por meio de transferência eletrônica (TED), onde o dinheiro é transferido da conta judicial para uma conta indicada pelo advogado da parte titular do processo.

A Justiça Federal destaca que há milhões de beneficiários aguardando a liberação dos precatórios, e os pagamentos seguem uma ordem de preferência determinada pela Constituição: pessoas com doenças graves, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência física recebem prioridade na ordem de pagamento.

Em casos de suspeita de saques não autorizados, o beneficiário deve procurar a agência bancária para esclarecimentos e acionar seu advogado para tomar as medidas necessárias. A cartilha completa sobre o pagamento de precatórios, elaborada pela Justiça Federal, está disponível no site do CJF.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
25°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 25°

24° Sensação
3.09km/h Vento
27% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h46 Nascer do sol
05h51 Pôr do sol
Ter 27° 15°
Qua 28° 15°
Qui 29° 16°
Sex 31° 16°
Sáb 31° 17°
Atualizado às 17h38
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,26%
Euro
R$ 5,93 +0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,03%
Bitcoin
R$ 367,613,93 +10,62%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Publicidade