17°C 28°C
Uberlândia, MG

Crescimento Econômico Brasileiro em 2024 e Perspectivas Futuras

Crescimento Econômico Brasileiro em 2024 e Perspectivas Futuras

23/02/2024 às 06h16 Atualizada em 23/02/2024 às 09h16
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
Crescimento Econômico / Imagem freepik
Crescimento Econômico / Imagem freepik

A previsão do mercado financeiro para o crescimento da economia brasileira neste ano apresentou um aumento, passando de 1,6% para 1,68%, conforme divulgado no boletim Focus desta quinta-feira (22) pelo Banco Central. Essa projeção reflete uma melhoria nas expectativas para o desempenho econômico do país.

Continua após a publicidade

Crescimento do PIB e Expectativas para os Próximos Anos

Para os anos seguintes, a expectativa também é positiva, com uma estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2% para os anos de 2025, 2026 e 2027. Esses números indicam um cenário de recuperação e estabilidade para a economia brasileira nos próximos anos.

Leia também: Brasil Se Torna A 9º Economia Do Mundo Em 2023

Desempenho Econômico Recente

No terceiro trimestre do ano passado, a economia brasileira registrou um crescimento de 0,1% em comparação com o segundo trimestre de 2023, conforme dados do IBGE. Esse resultado superou as expectativas e contribuiu para uma alta acumulada de 3,2% entre janeiro e setembro de 2023.

Com esse desempenho positivo, o PIB atingiu o maior patamar da série histórica, ficando 7,2% acima do nível pré-pandemia registrado nos últimos meses de 2019. Os dados referentes ao quarto trimestre de 2023, consolidando o desempenho do ano, serão divulgados pelo IBGE em 1º de março.

Continua após a publicidade

Previsão de Cotação do Dólar

A previsão de cotação do dólar também foi destacada, com expectativa de que a moeda americana encerre o ano de 2024 em R$ 4,93 e alcance o valor de R$ 5 até o final de 2025. Essa projeção tem impacto direto sobre diversos setores da economia e nas expectativas de inflação.

Leia também: Como O Japão Perdeu Seu Título De 3ª Maior Economia Do Mundo?

Inflação e Política Monetária

Projeções do IPCA e Metas de Inflação

No âmbito da inflação, as projeções do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2024 tiveram uma leve redução, passando de 3,82% para 3,81%. Para os anos subsequentes, as expectativas permanecem estáveis, com projeções de 3,52% para 2025, 2026 e 2027. Esses valores estão alinhados com as metas estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Política Monetária e Taxa de Juros

Para alcançar as metas de inflação, o Banco Central utiliza a taxa básica de juros, a Selic, como principal instrumento. Atualmente definida em 11,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom), a Selic tem sido reduzida consecutivamente em um ciclo de cortes para estimular a economia.

Continua após a publicidade

A expectativa do mercado é de que a Selic encerre 2024 em 9% ao ano, com perspectivas de novos cortes nos próximos anos. Essa redução da taxa básica de juros visa incentivar o crédito, estimular a produção e o consumo, e contribuir para o controle da inflação.

Considerações Finais

A conjuntura econômica atual e as perspectivas futuras apresentam sinais positivos para o crescimento e estabilidade da economia brasileira. A continuidade das políticas monetárias expansionistas e o acompanhamento dos principais indicadores econômicos são fundamentais para o planejamento e as decisões dos agentes econômicos no país.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
26°
Parcialmente nublado

Mín. 17° Máx. 28°

26° Sensação
2.57km/h Vento
50% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h25 Nascer do sol
05h57 Pôr do sol
Qua 29° 18°
Qui 30° 18°
Sex 29° 18°
Sáb 29° 20°
Dom 29° 21°
Atualizado às 12h36
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,12 -0,83%
Euro
R$ 5,48 -0,38%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,53%
Bitcoin
R$ 362,680,09 +0,41%
Ibovespa
125,493,80 pts -0.06%