17°C 28°C
Uberlândia, MG

Saiba o que muda para motoristas de aplicativo com regulamentação

Se aprovado pelo Congresso, os motoristas de aplicativo serão classificados como "trabalhador autônomo por plataforma"

04/03/2024 às 11h36
Por: Leonardo Grandchamp
Compartilhe:
motorista de aplicativo / Imagem freepik
motorista de aplicativo / Imagem freepik

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assina nesta segunda-feira (4), em cerimônia no Palácio do Planalto, ao lado do ministro Luiz Marinho (Trabalho e Emprego), o projeto de lei que será enviado ao Congresso Nacional para regulamentar o trabalho por meio de empresas de transporte de pessoas por aplicativos.

Continua após a publicidade

Escopo da Proposta

A proposta abrange especificamente o transporte de pessoas, como Uber e 99, deixando de lado a questão dos entregadores de mercadorias, como iFood e Rappi. O Ministério do Trabalho e Emprego pretende retomar negociações para abordar essa questão em um momento subsequente.

Resultado de Negociações

O texto é resultado de 10 meses de negociação, com muitas idas e voltas, envolvendo propostas e vetos de representantes do governo, dos trabalhadores e das empresas. Entre as medidas acordadas, destaca-se a garantia de uma remuneração mínima e direitos à Previdência Social, com as empresas contribuindo parte da contribuição previdenciária.

leia também: Quais os tipos de vínculo empregatício e cuidados a se tomar

Pontos Chave da Minuta

Categorização dos Trabalhadores:

Se aprovado pelo Congresso, os motoristas de aplicativo serão classificados como "trabalhador autônomo por plataforma".

Continua após a publicidade

Negociação Coletiva:

Não haverá exclusividade entre trabalhador e empresa, sendo que negociações coletivas ocorrerão por meio de sindicatos.

Jornada de Trabalho:

A jornada diária será de oito horas, podendo ser estendida para até 12 horas com acordo sindical.

Benefícios e Assistência:

As empresas deverão fornecer vale-refeição, serviços médico e odontológico, além de pontos de apoio com refeitório, primeiros socorros e água potável.

Remuneração Mínima:

Estabelecido um piso por hora rodada, garantindo valores mínimos por saída, quilômetro e minuto.

Continua após a publicidade

Contribuição Previdenciária: 

Prevista uma alíquota de 27,5% para a contribuição ao INSS, com 20% recolhidos pelas plataformas e 7,5% pelos trabalhadores.

Leia também: Veja o que mudou na CNH e você ainda não sabe!

Repercussões e Contexto

Com quase 800 mil motoristas de aplicativo no Brasil, o STF analisa a questão do vínculo empregatício no setor. Apesar das tentativas do Executivo de aprovar um projeto de lei específico, a tendência da Corte é negar o vínculo, seguindo decisões monocráticas anteriores.

 
 
 
 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Uberlândia, MG
26°
Parcialmente nublado

Mín. 17° Máx. 28°

26° Sensação
2.57km/h Vento
50% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h25 Nascer do sol
05h57 Pôr do sol
Qua 29° 18°
Qui 30° 18°
Sex 29° 18°
Sáb 29° 20°
Dom 29° 21°
Atualizado às 12h36
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,12 -0,81%
Euro
R$ 5,48 -0,34%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,50%
Bitcoin
R$ 362,996,68 +0,48%
Ibovespa
125,526,31 pts -0.04%